Nenhum Comentário

Estudo de célula de adultos

Tema: Visitação

No último material, estudamos diversos mandamentos sobre a comunhão, o que devemos e não devemos fazer pelos nossos irmãos. Neste estudo, falaremos da importância da visitação, por entendermos que é uma das aplicações mais práticas que já aprendemos.

Quebra-gelo: Qual foi a visita mais agradável que você já recebeu? Você já visitou um desconhecido? Por que? Como foi?

Foto: Internet

Foto: Internet

Introdução: Jesus sabia como era importante a visitação. Por isso, gastou tempo para ensinar como realizá-la. Em Mateus 8.14-15, vemos como o Mestre visitou a casa da sogra de Pedro. Ali Ele orou e a curou da febre. Em Lucas 19.1-10, o publicano, o qual, depois dessa visita não repetiu o seu erro e deu mostras de arrependimento genuíno. As visitas de Jesus à casa de Marta, Maria e Lázaro foram muito especiais (Jo 11.36), pois ocupavam um papel muito importante no ministério de Jesus: Ele mesmo treinou Seus discípulos e os enviou de dois a dois para realizá-las (Mc 6.7-11). Definitivamente, para Jesus, visitar os lares era uma missão transcendental. Mesmo depois de acender aos céus, continuou buscando homens que desenvolvessem essa tarefa; por isso, escolheu Ananias e o enviou a visitar a casa onde Paulo se hospedava.

Com base no que foi exposto acima, o desafio deve ser: fazer da visitação um estilo de vida, algo tão normal para nós como frequentar a igreja. Conscientes de que, além de motivação, necessitamos comprometer-nos com Deus em ir e obedecer, como fez Ananias, vencendo nossos próprios temores e preconceitos, sejam eles de cunho intelectual, social, racial ou de idade.

A. RAZÕES PARA QUE PRATIQUEMOS A VISITAÇÃO

a) Deus, o Pai, é um visitador 

1 – Deus visitou no Éden

■ Ele deu o primeiro passo em direção ao homem (Gn 3.8-9);

■ Não esperou que o homem fosse até Ele. Deus visitou o homem no seu próprio ambiente. É neste local que o homem se sente à vontade e tenta se esconder. É no seu próprio ambiente que o homem vive experiências que lhe dão argumentos para a fuga e que ele precisa ser visitado / buscado.

2 – Deus visitou a Caim, no Éden (Gn 4.9-10)

3 – Deus visitou Enoque, na terra (Gn 5.24)

4 – Deus visitou a Noé, na terra (Gn 12.1; 17.1; 18.1)

Compartilhe: Outros exemplos da visitação de Deus.

b) Deus, o Filho, é um visitador

– No Velho Testamento: Todas as vezes que encontramos a expressão “O Anjo do Senhor” com letras maiúsculas, no VT, refere-se ao Verbo pré-encarnado visitando os homens. Todas as vezes que, no VT, um anjo recebe sacrifício ou adoração, trata-se do Cristo pré-encarnado visitando o homem.

– No Novo Testamento: Jesus veio para o que era seu (Jo 1.11). Nesse local, Ele visitou muitos lares onde: Jesus enviou seus discípulos e mandou que transformassem casas em bases missionárias. Os doze (Lc 9.1-6) e os setenta (Lc 10.1-12)

Compartilhe: Exemplos da Bíblia que mostram Jesus visitando.

Jesus disse que, quando receberem herança eterna aos justos serão lembrados dos trabalhos que desempenharam na visitação (Mt 25.36).

c) Deus, o Espírito Santo, é um visitador

Os discípulos foram batizados no Espírito Santo quando Ele “visitava” uma casa (At 2.1-2). É certo que era uma casa “o lugar em que estavam reunidos” quando, numa visita, o Espírito Santo enche a todos os presentes. É também passando por uma casa que o Espírito Santo enche a vida de Saulo de Tarso (At 9.17) e distribui dons à família de Cornélio e aos seus amigos mais íntimos (At 10.1-48).

Compartilhando: Comentem os tópicos de acordo com as referências:

■ Qual deve ser o propósito da visita? – Lucas 10.5

■ Como é preciso se preparar para uma visita? – Atos 10.9,10,19,20

■ Em média, quantas pessoas devem fazer parte da visita? – Lucas 10.1

■ Quanto tempo deve durar e em qual período deve ser feita a visita? – Provérbios 25.17

■ Qual a relação entre Mateus 23.14 e Marcos 1.29-31, no tocante aos visitantes comerem algo na casa do visitado?

B. REALIZANDO A VISITA

Foto: Internet

Foto: Internet

Apresente-se: Se não conhece a pessoa, apresente-se a si mesmo e ao seu companheiro, tendo o cuidado de ser agradável e sincero;

Pergunte: Verifique o que achou da reunião, converse sobre seus problemas específicos;

Compartilhe: Selecione a passagem bíblica de acordo com a necessidade e explique-a em dez minutos, para produzir fé e confiança em Deus.

Compartilhe textos que falem sobre a certeza de salvação, diga: “Ao convidar Cristo para entrar em sua vida, diversas coisas aconteceram, inclusive, as seguintes:

1) Apocalipse 3.20 – Ele entrou em sua vida;

2) João 1.12 – Você se tornou filho de Deus;

3) Colossenses 2.12 – Todos os seus pecados foram perdoados

4) Hebreus 13.5 – Ele nunca abandonará você.

Envolva-o: Incentive-o a participar da célula, (se ele morar próxima a sua célula) ofereça-se para buscá-lo.

Apresente-lhe as atividades da igreja e motive-o a participar.

Ajunte a família: Se for possível, envolva a família na visita, ministre a eles também;

Libere paz: Termine orando pela pessoa e por sua família, declarando bênção e liberando paz sobre a vida deles.

C) ASSEGURE-SE DO SUCESSO DA VISITA

■ Cuide de sua aparência pessoal: lembre-se de que está projetando a imagem de Deus e da sua igreja, como seu embaixador. (2Co 5.20)

■ Fale e escute: Converse em lugar de pregar; assim, o visitado terá liberdade em participar. Não contradiga o seu companheiro, pois dará má impressão. Não falem os dois ao mesmo tempo, não se interrompam;

■ Tome apenas o tempo combinado: Se possível, leve um folheto ou literatura à pessoa que vai visitar.

Conclusão e orientações adicionais: Devemos ir até os novos na fé e aqueles que deixaram o Caminho. Em oração e debaixo da direção da liderança local, precisamos levar uma palavra de graça que fortaleça a fé, integre esses irmãos e os faça achar seu lugar no Corpo. A visita não deve ser longa. Se houver necessidade, um segundo momento pode ser marcado ou até mesmo um encontro na igreja. Para enriquecer o evangelismo, folhetos e livretos com os contatos da igreja devem ser usados. Se houver liberdade, você pode levar biscoitos, um bolo ou algo semelhante.

Para Casa: Peça ao seu líder / supervisor de células contatos de, pelo menos, um decidido, e, junto a ele, ponha em prática o que você aprendeu