Nenhum Comentário

Lagoinha oferece curso com temas de interesse da mulher

Projeto Esperança realizará mais uma edição do “Mulheres de Sucesso”

Foto: Internet

Foto: Internet

Autoestima, saúde física, administração das finanças, sexualidade da mulher, como ser uma boa mãe e como construir uma família saudável são alguns dos temas abordados no curso “Mulheres de Sucesso”, realizado pelo “Esperança”. O projeto que faz parte do ministério Mulheres em Ação, da Igreja Batista da Lagoinha, iniciará mais uma edição do curso, assim que completarem as turmas, o que pode acontecer na última semana de agosto.

As aulas acontecerão às quintas-feiras, das 14h30 às 16h30, ou às sextas-feiras, das 19h às 21h. O curso será aberto ao público cristão evangélico, todavia, quem não for membro da Lagoinha, deverá apresentar carta de apresentação e autorização do pastor de sua igreja.

As inscrições já estão abertas, e o valor total do curso é R$ 100. Para outras informações, ligue (31) 3429-1300 (Casa Rosada) ou (31) 9224-0697 (Pra. Vanessa Rezende).

Sobre o projeto “Esperança”

O “Esperança” atende mulheres que são mães, casadas, solteiras, viúvas ou divorciadas e que têm dificuldades como Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), depressão, dislexia, transtorno bipolar, síndrome do pânico, autismo, entre outras. Uma equipe de pastoras, psicóloga, fonoaudióloga e outras voluntárias acompanha essas mulheres. Quem está à frente do projeto é a psicopedagoga Vanessa Rezende, sob a liderança das pastoras Ana Lúcia Melo e Paoletti Nunes.

Segundo Vanessa, o trabalho oferece a mulheres conhecimentos nas áreas da saúde física, emocional e espiritual, favorecendo-as a entender quem elas são, o que Deus diz a respeito delas. Sendo assim, elas podem ser auxiliadas a desenvolver, com qualidade, suas inúmeras funções, seja como mãe, profissional, esposa, serva de Deus, amiga, entre outras. “O projeto almeja contribuir para a saúde da mulher em sua totalidade, cooperando para que ela seja sábia, edifique sua casa, aprenda a estabelecer prioridades, trazendo à memória o que lhe dá esperança”, diz Vanessa, que também é pastora. “Que a mulher vença cada desafio e não desista de sonhar, viver os projetos de Deus para sua vida”.

Como surgiu?


O “Esperança” surgiu em 2006, “devido à necessidade de muitas mães que me procuravam no meu consultório e na igreja com problemas com seus filhos, e ficavam sem saber o que fazer”, diz Vanessa. “Ouvindo inúmeras delas, Deus colocou no meu coração a ideia de criar um grupo em que todas essas mães pudessem falar de suas dificuldades, estudar sobre o assunto, sob a liderança de um profissional, e obter ajuda mútua”.

Inicialmente, o grupo de seis a oito mulheres, denominado “Mulheres de Fé”, reunia-se no consultório da psicopedagoga. Após alguns meses, o número de participantes triplicou e, então, elas passaram a reunir-se em casa de amigas. “Porém, o número de mulheres foi aumentando, de 60 para 80, 100, 160…”, conta Vanessa. “Pedi ajuda para a pastora Ezenete Rodrigues e a irmã Lourdes […], que atualmente trabalham no Moriá”.

O grupo passou a ter mais de 200 mulheres e, segundo Vanessa, em 2009, o pastor Márcio Valadão o direcionou à Casa Rosada, para fazer parte do ministério Mulheres em Ação. Em 2013, o nome do projeto passou a ser “Esperança”.

Eventos realizados pelo “Esperança”

O projeto oferece o curso “Mulheres de Sucesso”, com duração de três meses, em que são abordados diversos temas de interesse da mulher. Além disso, são realizados dois seminários por ano, sendo um em cada semestre; ações sociais com crianças carentes; e palestras em igrejas.

:: Dayane Cristina