4 Comentários

Feliz no Dia dos Pais

Pai

Sabemos a importância que a mãe tem na vida dos filhos. Ela é geralmente mais valorizada pela sociedade do que o pai. Podemos ver isso em várias situações. Por exemplo, existem infinitamente mais canções para as mães do que para os pais, a data de maior rendimento do comércio, depois do Natal é o Dia das Mães. A mãe realmente têm uma grande influência e relevância na vida do filho, até por que esteve com ele no ventre, amamentou e criou laços muito fortes desde muito cedo.

Ela participa mais das atividades do filho, consegue dar um jeito de estar presente nas reuniões da escola, mesmo trabalhando fora, ela sempre se esforça para acompanhá-lo de perto, e isso permanece mesmo depois que eles se casam. Precisamos então tomar muito cuidado com algo que, eu creio, satanás tem lançado nas mentes das pessoas: a anulação da figura paterna. Vemos isso pelos casamentos homossexuais, leis que querem tirar a paternidade da certidão de nascimento e muitas outras ações.

Os especialistas em comportamento humano dizem que a figura paterna é fundamental na formação da personalidade, da sexualidade e das emoções das crianças. Que se, por algum motivo, uma criança não tem o pai, a mãe deve procurar algum outro homem na família, o avô, um tio, um primo, alguém que vá cumprir o papel do pai na criação dessa criança, mesmo se não for tão de perto. A presença do pai ou a figura paterna traz segurança, ensina sobre autoridade, sobre o papel de cada um na família e traz organização na mente da criança…

Para a menina é muito importante porque ela tem um referencial de autoridade, vê no pai aspectos do próprio Deus, o Pai celestial, de cuidado, proteção, carinho, palavras de afirmação, elogios, que vão elevar a sua autoestima. Ele é o que vai protegê-la de ser enganada pelo primeiro “carinha” que tentar “passar a lábia” mais tarde. Para o menino, a figura paterna também é importantíssima, porque é o pai que irá ensiná-lo o verdadeiro papel de liderança, de responsabilidade no lar, de buscar o sustento da família, mesmo que a mãe ajude muito, como é o caso da maioria das famílias da atualidade. O filho começa a aprender em casa, desde cedo, como uma mulher deve ser tratada com carinho e cuidado, e quem vai lhe ensinar é o “pai”. Se identificará como homem e também irá definir bem a sexualidade.

Talvez você esteja pensando: “Concordo com tudo isso Márcia, mas comigo não foi assim. Não tive um pai presente, meu pai não tratava minha mãe nem a mim como deveria, éramos maltratadas e até violentadas”. Talvez você nem sequer conheceu seu pai ou guarde dele uma grande mágoa que se transformou em ferida no seu coração… Isso tem atrapalhado muito seu relacionamento com o Pai do céu e seus relacionamentos amorosos também.

Dia dos PaisA tendência é pensar que todos os homens são iguais e que eles lhe farão sofrer. Se você se vê numa dessas situações ou em alguma outra parecida, nestes dias de comemoração do Dia dos Pais se sente ainda mais triste, deprimida, frustrada, a dor aumenta e você, muitas vezes, vive uma farsa, finge estar bem, mas na verdade não se sente nem um pouco feliz.

Deus colocou no meu coração escrever este texto, que não traz em si nenhuma novidade, talvez você já saiba disso, já tenha ouvido ou aprendido, mas ainda não recebeu uma cura porque não fez o que a Bíblia diz para você fazer. Se alguém lhe feriu, perdoe. Perdoe quantas vezes forem necessárias. Não perca mais tempo, não perca a oportunidade de ser completamente feliz num relacionamento com seu Papai do céu e com as pessoas.

Tem uma frase que diz que “não perdoar é tomar veneno e esperar que o outro morra”. Além da amargura, do rancor, da tristeza, a falta de perdão traz doenças terríveis para o corpo. Aproveite essa data para mudar sua vida. Em vez de se deixar abater, murmurar e se entristecer ainda mais, ore, fale com Deus, perdoe. Se o seu pai é vivo, procure-o, peça perdão (mesmo que você não tenha errado), chore, deixe o orgulho aos pés da cruz, humilhe-se. Se ele já faleceu, ore assim mesmo entregando a Deus seu coração, deixando toda magoa, dor e tristeza nas mãos daquele que lhe ama demais e quer cuidar de você como nenhum pai dessa terra, por melhor que fosse, poderia.

Você verá a sua vida ser transformada, começará a ser vitoriosa e conquistará muitas coisas que ainda não conseguiu porque sua vida estava presa, aprisionada, travada no passado de dor. Temos o maior exemplo de todos, o próprio Jesus. Mesmo sem ter cometido pecado algum, assumiu os nossos e no meio de toda humilhação e dor orou: “Pai, perdoa-lhes porque eles não sabem o que fazem”. Muitos pais erraram porque eles também não aprenderam. Ninguém dá o que não tem. A palavra de Deus nos diz em Lucas 14.11: “Aquele que se humilha será exaltado”. Mateus 6.14,15: “Se perdoarmos, Ele também nos perdoará”. 1 João 1.9: “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”. 1 Pedro 4.8:  “Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre multidão de pecados”.

Ame, perdoe, seja livre, sarada, viva a vida abundante e linda que Deus tem para você. Você será feliz todos os dias, inclusive no Dia dos Pais.

Fotos: Internet