Nenhum Comentário

A origem do pecado

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

Texto base: Ezequiel 28.1-19

Introdução: de onde veio o pecado? Errou quem disse “jardim do Éden”. O pecado surgiu no céu.

O texto de Ezequiel, que começa falando de um rei, contém diversas afirmações que não se aplicam a um ser humano. Por isso as igrejas cristãs o interpretam como referência ao príncipe das trevas. O mesmo acontece com a passagem de Isaías 14.4-15.

Satanás era um querubim, um tipo de anjo de “alta patente” (Ez 28.14). Era dotado de beleza, talento, poder e autoridade. O verso 13 nos permite saber que ele atuava no louvor celestial. De fato, seu nome não era Satanás (que significa adversário). Não sabemos como ele se chamava. Há quem diga que seu nome era Lúcifer, mas esse nome não existe na Bíblia hebraica. Lúcifer significa “estrela da manhã” ou “aquele que leva luz”, e foi usado por Jerônimo quando traduziu a Bíblia para o latim (Is 14.12).

Satanás se envaideceu por sua condição e beleza, e desejou o lugar de Deus (Is 14.14). Então, o Senhor o lançou por terra (Is 14.12; Lc 10.18), junto aos anjos que o apoiaram, um terço das hostes celestiais (Ap 12.4-9 / estrelas, nesse caso, significam anjos, como se vê em Ap 1.20). Esses anjos tornaram-se conhecidos como anjos caídos, espíritos imundos ou demônios.

Não sabemos quando aconteceu o pecado no céu, mas foi antes de Adão pecar, pois, em Gênesis 3, Satanás já estava no jardim do Éden para tentar induzir o homem ao mesmo pecado que ele próprio havia cometido: o desejo de ser igual a Deus. É o pecado da soberba, da arrogância e da ambição sem limites (1 Tm 3.6). No jardim do Éden, Eva pecou primeiro. Adão, sendo tentado pela mulher, pecou também. O pecado provoca a ira divina e, assim como Satanás foi expulso do céu, Adão e Eva foram expulsos do Paraíso. De Adão e Eva, o pecado passou a todos os seres humanos (Rm 5.12). Mas, naquele mesmo texto, temos a promessa de um descendente de Eva que haveria de esmagar a cabeça da serpente (Gn 3.15). Jesus é esse descendente. Ao morrer na cruz, Ele foi ferido por Satanás, mas Sua ressurreição foi a consumação de Sua vitória. Por essa causa, Jesus é a solução divina para o pecado humano.

PARA REFLETIR: qual é a utilidade de sabermos a origem do pecado? Esse conhecimento nos mostra o vínculo que existe entre o pecado e Satanás. Não se trata de algo normal ou natural nem ligado apenas à fraqueza humana. A origem satânica do pecado deve nos fazer lutar ainda mais contra as práticas pecaminosas.

:: Pr. Anísio Renato de Andrade

Mais informações a respeito do estudo de células, ligue para o pastor Flavinho (31) 98793-7701.