Nenhum Comentário

Ama a Deus quem guarda os seus mandamentos

Foto: Comunicação Lagoinha

Foto: Comunicação Lagoinha

Quem realmente diz amar ao Senhor deve cumprir com os Seus mandamentos, com o que Ele ordena em Sua Palavra. Esse é o primeiro e grande sinal, a primeira e grande prova. Assim está escrito em 1João 2.3-6: “Ora, sabemos que O temos conhecido por isto: se guardamos os Seus mandamentos. Aquele que diz: Eu O conheço e não guarda os Seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade. Aquele, entretanto, que guarda a Sua Palavra, nele, verdadeiramente, tem sido aperfeiçoado o amor de Deus. Nisto sabemos que estamos Nele: aquele que diz que permanece Nele, esse deve também andar assim como Ele andou”.

Os mandamentos do Senhor são proteção para a nossa vida. A própria Palavra diz que esses mandamentos não são penosos. E não são sugestões, mas ordens. Porque, se vejo como sugestões os mandamentos de Deus, abro precedente para acatar ou não, seguir ou não, obedecer ou não. Por causa da vida que muitos levam, para justificar a contradição entre o que dizem e o que fazem, chegam a se valer desta máxima: “Faz o que eu digo, mas não faça o que eu faço”. Como o mundo carece de testemunho que tem vida realmente com o Senhor. Talvez por isso Jesus tenha dito aos Seus discípulos e a todos nós que somos sal e luz do mundo. O sal tem esse poder de conservar, preservar. E a luz tem essa capacidade de trazer direção, pois, quando se está na luz, sabe-se para onde está indo. E a luz dissipa todas as trevas.

Os mandamentos de Deus que devem ser obedecidos são muito mais que apenas não roubar, não matar, não mentir, não adulterar. Tem a ver com toda a Palavra de Deus, com todos os Seus preceitos e estatutos. Jesus é a referência máxima, nosso maior modelo. Sua vida foi uma demonstração clara de Seu amor ao Pai: “Porque Eu desci do céu, não para fazer a minha própria vontade, e, sim, a vontade Daquele que me enviou”. O contexto desse verso diz respeito ao discurso que Jesus fazia sobre Si mesmo, quando Ele afirma ser o pão que desceu do céu.

Só pode obedecer a Deus quem abre mão de si mesmo, de suas vontades, de sua carne, do próprio eu, de seus desejos próprios, por algo de maior valor e importância: o Reino de Deus. Esse é o custo da obediência, pois os mandamentos e estatutos de Deus vão totalmente de encontro ao nosso querer, ao que o mundo ensina, apregoa, e à carne que grita dentro de cada um de nós. E é aí que muitos se perdem ou se estagnam, pois se veem na encruzilhada entre estes dois caminhos: o largo, que conduz à perdição, e o estreito, que conduz à vida.

Amar a Deus, portanto, é guardar os Seus mandamentos até o fim, custe o que custar. Que sejamos essa pessoa que ama ao Senhor de fato e demonstra isso por meio de uma vida coerente e condizente com aquilo que Ele diz. Você ama a Deus? Guarde, então, os Seus mandamentos.

Deus abençoe!

:: Pr. Márcio Valadão