Nenhum Comentário

Eliseu sucessor de Elias – 3

Versículo bíblico: “Vendo-o, pois, os filhos dos profetas que estavam defronte em Jericó, disseram: O espírito de Elias repousa sobre Eliseu. E vieram-lhe ao encontro, e se prostraram diante dele em terra. E disseram-lhe: Eis que agora entre os teus servos há cinquenta homens valentes; ora deixa-os ir para buscar a teu senhor; pode ser que o  elevasse o Espírito do Senhor e o lançasse em algum dos montes, ou em algum dos vales. Porém ele disse: Não os envieis. Mas eles insistiram com ele, até que, constrangido, disse-lhes: Enviai. E enviaram cinquenta homens, que o buscaram três dias, porém não o acharam. Então voltaram para ele, pois ficara em Jericó; e disse-lhes: Eu não vos disse que não fôsseis? E os homens da cidade disseram a Eliseu: Eis que é boa a situação desta cidade, como o meu senhor vê; porém as águas são más, e a terra é estéril.

E ele disse: Trazei-me um prato novo, e ponde nele sal. E lho trouxeram. Então saiu ele ao manancial das águas, e deitou sal nele; e disse: Assim diz o Senhor: Sararei a estas águas; e não haverá mais nelas morte nem  esterilidade. Ficaram, pois, sãs aquelas águas, até ao dia de hoje, conforme a palavra que Eliseu tinha falado”. 2 Reis 2.15-22

Exposição do texto: Eliseu foi escolhido por Deus para suceder Elias, o agir de Deus através de sua vida se tornou notório, e ele passou a ser procurado em situações onde um milagre se tornava necessário. Nessa situação ele foi procurado para que as águas de Jericó se tornassem sãs.

Discussão:
1 – Sua vida tem inspirado aqueles que lhe cercam? Compartilhe.
2 – Você já teve alguma experiência de ver o agir de Deus por meio de suas orações? Compartilhe.

Objetivo: entender que, como cristãos precisamos estar dispostos a ser instrumento nas mãos de Deus e inspirar aqueles que nos cercam, fazendo diferença.

Contexto: Jericó era uma das principais cidades do povo de Israel, em sua conquista era a terra que manava leite e mel. Mas a situação mudou com o passar dos anos e as águas se tornaram amargas
e a terra infértil. A água é imprescindível para a vida acontecer de fato, sem água tudo se torna seco e árido. Com esta história podemos aprender que:

1 – Muitas pessoas ao nosso redor estão com suas vidas secas: Jesus disse que Ele é a água da vida, sem uma experiência real com Ele, a vida se torna seca e sem sentido. Jesus é a fonte de água viva, aquele que beber Dele nunca mais terá sede, (Jesus respondeu: “Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Pelo contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna”. (João 4.13,14), mas é por
meio de nossas vidas que as pessoas serão levadas a Ele, somos o canal que Deus usa para que a Água Viva alcance os corações sedentos.

2 – Muitos estão com seus corações estéreis: Sem Água Viva, a “terra” dos corações se tornam estéreis, improdutivas. Como cristãos, precisamos beber desta Água, que é o Espírito Santo (“No último e mais importante dia da festa, Jesus levantou-se e disse em alta voz: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva”. João
7.37,38), para que possamos frutificar onde fomos plantados e assim cumprir os propósitos de Deus em nossas vidas e testemunhar Dele a todos os que nos cercam, inspirando-os a também seguí-Lo e frutificar.

3 – O sal também nos representa como cristãos: “Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.”
Mateus 5.13. Quando nos posicionamos como cristãos, e somos cheios do Espírito Santo, nos tornamos como o sal, um tempero que é imprescindível no nosso dia a dia. Mas o sal também nos ensina que devemos fazer tudo com moderação, pouco sal não faz diferença no paladar, assim como muito sal incomoda e acaba estragando toda a comida.  Assim também é a nossa vida, devemos buscar em Deus a medida certa de agir e temperar esse mundo com nosso exemplo e amor a Deus.

Conclusão: ser cristão é um desafio diário. Não fomos salvos para sermos apenas livres do inferno, mas para influenciar nossa geração, levando cada dia mais e mais pessoas a Jesus.

Aplicação: nesta semana tenha uma ação efetiva de testemunhar e inspirar as pessoas que você convive ou terá contato. Compartilhe na próxima reunião.

:: Pr. Flavinho