Nenhum Comentário

Esperança em tempos de crise

Foto: Comunicação Lagoinha

Foto: Comunicação Lagoinha

O impossível pode acontecer quando o Senhor intervém. Ele acalmou a tempestade e fez cessar o vento quando os discípulos estavam a perecer. Libertou um homem rejeitado pela família, pela sociedade, que estava possesso por uma legião de demônios, e Jesus fez dele um missionário. Curou a mulher hemorrágica depois que todos os recursos humanos haviam se esgotado. Jesus ressuscitou a filha única de um líder religioso, mostrando que Ele também tem o poder sobre a morte. A vida com Jesus é tão diferente, e, quando as circunstâncias fogem de nosso controle, podemos ser levados a desistir de crer, mas Jesus nos traz uma palavra de fé e esperança.

A fé não resulta dos milagres, mas eles vêm da fé. Exatamente quando ela se torna aparentemente tão ridícula é que acontece o inimaginável. No momento em que nossos recursos acabam, Jesus nos encoraja a crer somente. Diante de tantas circunstâncias, a Palavra de Deus nos ensina, e por meio dela temos esperança, pois é o Senhor falando conosco. Muitas vezes, lemos as manchetes dos jornais e as capas das revistas, vemos os telejornais e nos sentimos desesperançados. A palavra “crise” ecoa em todos esses veículos de comunicação. As más notícias podem nos abalar, e abalam, mas nunca abalam Jesus. Elas podem por fim aos nossos recursos, mas não aos de Jesus. “Se creres, verás a glória de Deus”.

A solução está nas mãos de Jesus para este momento que você está passando. Jesus é mais poderoso que a morte. Ele tem nas mãos a chave da vida e da morte. A confiança nas promessas e no poder de Jesus é algo que sempre tem que encher nosso coração. Quantas coisas você olha à sua volta e parece que estão perdidas? Com Jesus nada está perdido. Aquilo que todos dizem – “Já acabou, já morreu” –, na ótica Dele, é tão diferente! Tudo na vida é como termina é que conta: “Não temas, crê somente”. Por isso, no meio da crise, a fé tem que sobrepor as emoções. Você não pode ter uma fé epidérmica, emocional: “Ah, eu estou sentindo!”. Não é isso. O grande inimigo da fé não é a razão, mas nossas emoções, porque queremos sentir para crer, o que nos infunde ao pavor.

Para Jesus não existe causa perdida. Ele dá vista aos cegos, levanta os paralíticos, purifica os leprosos, liberta os possessos, ressuscita os mortos, quebra a cadeia dos cativos e levanta os que estão caídos. Ele arranca um ébrio, um drogado, um criminoso do fundo do porão de uma cadeia e faz dele um proclamador do Reino de Deus. Quando Jesus vai conosco, o choro da morte é transformado em alegria.

Onde Jesus entra, há cura, há libertação, há vida. Onde Jesus intervém, o lamento, o desespero são estancados. Diante Dele, tudo aquilo que nos assusta bate em retirada. A Bíblia diz que onde a presença do Senhor está há plenitude de alegria, de vida (Salmo 16.11). Só Ele pode acalmar os vendavais de nossa vida, aquietar nosso coração, trazer esperança em meio ao desespero. Jesus é a esperança dos desesperançados. É o momento de você colocar sua causa aos pés de Jesus. Ele ainda caminha conosco, tem todo o poder para transformar o cenário de desesperança em uma celebração de grande alegria.

Deus abençoe!

:: Pr. Márcio Valadão