Nenhum Comentário

Pedro, o pescador de homens

Foto: pixabay.com

Foto: pixabay.com

Versículo bíblico: “E aconteceu que, apertando-O a multidão, para ouvir a Palavra de Deus, estava Ele junto ao lago de Genesaré; E viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes. E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão. E, quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar. E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a Tua palavra, lançarei a rede. E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede. E fizeram sinal aos companheiros que estavam no outro barco, para que os fossem ajudar. E foram, e encheram ambos os barcos, de maneira tal que quase iam a pique. E vendo isto Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: ‘Senhor, ausenta-Te de mim, que sou um homem pecador’. Pois que o espanto se apoderara dele, e de todos os que com ele estavam, por causa da pesca de peixe que haviam feito. E, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante serás pescador de homens. E, levando os barcos para terra, deixaram tudo, e O seguiram” (Lucas 5.1-11).

Exposição do texto: Pedro era filho de Jonas, um pescador que vivia na região da Galileia (João 1.42; 21.15-17; Mateus 16.16). Assim como seu pai, Pedro era pescador, profissão que geralmente exercia na companhia de seu irmão, André, e de outros dois irmãos, Tiago e João (Mateus 4.18). O seu nome verdadeiro e original era Simão, que aparece às vezes como Simeão (Atos 15,14; 2 Pedro 1,1). Nasceu em Betsaida (João 1.42, 44), uma cidade ao lado do Lago de Genesaré. No texto bíblico citado, presenciamos um grande fato de milagre nas Escrituras Sagradas. Não somente de milagre, mas de entrega e reconhecimento da autoridade de Jesus Cristo. Jesus usa do barco para ensinar a multidão, mas o propósito não era apenas ensinar. É interessante que a presença de Jesus, em um determinado lugar, nunca é para realizar apenas uma coisa, mas cumprir vários propósitos. Pedro foi impactado por tamanha sabedoria e autoridade de Jesus, fazendo com que ele abrisse mão de tudo e seguisse o Mestre.

Objetivo: trazer o entendimento de que Jesus exerce Sua autoridade em todo tempo, e de que nos resta somente confiar, porque Ele sempre tem o melhor para nossas vidas. Saber que, quando estamos perto de Jesus e confiamos Nele, somos surpreendidos com milagres.

Discussão:

1 – Você já experimentou um milagre de Jesus na sua vida? Conte para sua célula como foi sua experiência.

2 – Já houve situações em que tentou fazer alguma coisa na força de seu braço e não conseguiu, mas, quando colocou na mão de Jesus, foi surpreendido?

Contexto: interessante pensarmos que Pedro não teve dificuldade de entregar para Jesus sua ferramenta de trabalho. Seu barco representava seu sustento. Seu dia tinha sido péssimo, mas, ainda assim, ele confiou e entregou. Ele não olhou para as circunstâncias, simplesmente creu e entregou seu barco nas mãos de Jesus. Quando Pedro emprestou seu barco a Jesus, ele não sabia quais seriam as consequências de sua atitude de serviço e confiança, apenas se dispôs a servir Jesus. É fácil entregar para Jesus após o milagre. Difícil é entregar antes. Isso é fé! O momento, quando Jesus disse para Pedro lançar as redes, não era favorável para a atividade da pesca, mas o impacto da autoridade de Jesus na vida de Pedro foi suficiente para ele confiar e obedecer. Ele disse “sobre Sua palavra lançarei a rede”. Sua atitude fez com que o milagre acontecesse. Mesmo tendo realizado a melhor pesca de sua vida, não foi suficiente para Pedro continuar em seu ofício. Ele atendeu ao chamado de Jesus, largou tudo e O seguiu. Pedro não se apegou ao milagre, mas ao Senhor do milagre. Pedro aceitou o convite de se tornar um pescador de homens. Jesus tinha um propósito muito grande para realizar na vida de Pedro. Pela Sua soberania, Ele sabia que, após ser forjado, Pedro seria um grande apóstolo. Pedro foi aquele que Jesus decidiu discipular e investir. Interessante que a chamada de Pedro foi em um contexto de uma pesca maravilhosa, em que Jesus mostra Sua autoridade e os frutos que ela pode gerar. Em seu primeiro sermão do livro de Atos, Pedro, usando a autoridade do nome de Jesus, teve a experiência de uma grande e maravilhosa pesca, mas uma pesca de homens.

Conclusão: quando ouvir a voz de Jesus, apenas confie. Independentemente das circunstâncias, esteja certo que Ele sempre tem o melhor para nossas vidas. O milagre serve para nos aproximar de Deus. Ele não é um fim em si mesmo. O mais importante é nossa confiança, fé e o nosso relacionamento com o Pai. Quanto mais me aproximar de Jesus, mais experimentarei de Seus milagres.

Aplicação: durante a semana, testemunhe para alguém sobre um milagre de Deus em sua vida. Também, compartilhe-o na célula na próxima semana. Esteja sempre pronto a ser um agente de milagres.

Para outras informações a respeito do estudo de células, ligue para o pastor Flavinho Marques (31) 98793-7701.

:: Pr. Flavinho Marques