Nenhum Comentário

Pentecostes

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

Referência Bíblica: “Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem” (At 2.1-2 e 4).

Exposição do texto: Jesus havia subido ao céu, dando uma ordem para os discípulos permanecerem em Jerusalém, para receberem o cumprimento de uma promessa. Estando todos reunidos em oração, veio sobre eles o Espírito Santo, e os encheu, transformando-os em poderosos para o testemunho da vida cristã.

Discussão

A comunhão nas casas e nos templos é algo opcional para você? Na Bíblia isso é opcional? É apenas uma sugestão?
Onde você já viu ou experimentou as maiores manifestações da presença de Deus? Sozinho ou em um ambiente de reunião com os irmãos?
Se os apóstolos não tivessem obedecido a ordem de JESUS para “juntos” buscarem ao Senhor, você acha que eles teriam recebido o cumprimento da promessa sozinho? Justifique sua resposta.

Objetivo: reconhecer que a reunião dos irmãos é uma ordem dada por Jesus. E perceber, que nesse ambiente Deus manifesta muito do Seu poder.

Contexto: por que os discípulos estavam reunidos em oração no dia do Pentecostes? Simples. Porque Jesus ordenou. Isso mesmo. Jesus deu uma ordem aos discípulos sobre o que fazerem: “Enquanto comia com eles, deu-lhes esta ordem: Não saiam de Jerusalém, mas esperem pela promessa de meu Pai, da qual lhes falei. Pois João batizou com água, mas dentro de poucos dias, vocês serão batizados com o Espírito Santo”. (Atos 1.4-5). Jesus disse essas palavras aos Seus discípulos, alguns dias depois de haver ressuscitado. Ele apareceu vivo aos Seus discípulos, lhes falando e provando Sua ressurreição. Sendo assim, naquele dia, havia muitas pessoas reunidas ouvindo Ele dar essa ordem (1 Coríntios 15.5-8). E, quando a promessa se cumpriu, a Bíblia diz que todos estavam reunidos ali.

Há algo que chama a atenção de Deus, quando os Seus discípulos se reúnem. E por isso, o Senhor ordena claramente que estejamos reunidos e unidos diante Dele. E mais, podemos perceber grandes manifestações do poder do Espírito Santo, quando os crentes em Deus estão reunidos. Para começar, o Espírito Santo veio sobre Jesus, quando pessoas estavam reunidas para serem batizadas por João, em sinal de arrependimento de seus pecados (Mateus 3.5, 13-17). João Batista batizava, e ali Jesus aparece. Diante de todos aqueles, o Espírito Santo em forma de pomba, vem sobre Jesus, e se houve a voz de Deus. Em outra ocasião, os apóstolos haviam recebido uma proibição de pregar o evangelho. Então, se reuniram para buscarem a Deus. Enquanto oravam, o lugar onde estavam tremeu. Foi como um terremoto. O poder de Deus se manifestou entre eles naquela reunião. (Atos 4.24-31).

No Antigo Testamento, Deus ordena que Elias reúna todo o povo diante Dele no monte Carmelo (1 Reis 18.19, 36-39). Ali, Deus manifesta o Seu poder aos olhos de todos, fazendo descer fogo do céu, dando provas que “só o Senhor é Deus”. Em outra ocasião, ainda no Antigo Testamento, o povo de Israel se reúne no Templo. Ali, quando os cantores e instrumentistas louvavam a Deus, a glória do Senhor se mostra diante deles em uma nuvem e enche o Templo (2 Crônicas 5.11-14). Foi uma presença tão palpável de Deus, que as pessoas não conseguiam ficar debaixo daquela Glória. Como podemos ver, Deus gosta do ambiente de reunião diante Dele para manifestar a Sua presença. Ele vem gloriosa e poderosamente sobre os Seus nesse ambiente.

Por isso, os textos bíblicos expressam claramente a vontade de Deus em nos reunirmos. Em Hebreus 10.25 diz: “Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns”. Outra versão diz: “Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns”. Em Mateus 18.20 diz: “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles”. Em Atos 2.44 diz: “Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum”. E no 46 completa: “Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus”. Reunidos no templo e nas casas louvando a Deus e recebendo Seu agir.

Em 1 Coríntios 11 fala sobre a reunião para comer a Ceia do Senhor: “Assim, pois, irmãos meus, quando vos reunis para comer, esperai uns pelos outros”. Em certa ocasião, Deus até mesmo enviou um anjo para confirmar essa instrução aos apóstolos: Atos 15.19-20: “Mas, de noite, um anjo do Senhor abriu as portas do cárcere e, conduzindo-os para fora, lhes disse: Ide e, apresentando-vos no templo, dizei ao povo todas as palavras desta vida”. E o resultado continua aparecendo por toda a Bíblia na reunião dos santos: Atos 5.12: “Muitos sinais e prodígios eram feitos entre o povo pelas mãos dos apóstolos. E costumavam todos reunir-se, de comum acordo, no pórtico de Salomão (templo)”. Essa obediência dos discípulos à ordem de JESUS, de se reunirem para buscarem Sua presença, e louvá-lo, e receberem da Sua presença, do Seu agir e do Seu poder, se mostrou no início ali, no dia de Pentecostes, e continuou por toda a caminhada deles. O resultado dessa obediência, é que Deus, constantemente, se manifestou e mostrou o Seu poder.

Conclusão: o ambiente da reunião dos santos deve ser algo poderoso para louvar a Deus, para receber Dele, para fortalecer nossa unidade (isso é algo do coração de Deus), para exercitarmos nossa comunhão com o Senhor, e a comunhão de uns com os outros. Há algo extraordinário nisso aos olhos de Deus, pois Ele faz questão de vir, de aparecer, de se juntar a nós, e manifestar o Seu poder.

Aplicação: devemos sempre nos reunir como irmãos, como santos e como discípulos. Reunir para trazer a união que agrada a Deus. Reunir cheios de expectativa da manifestação da presença de Deus e de Seu poder. Reunir para sermos fortalecidos no poder do Espírito Santo e para sairmos testemunhando da Sua vida. Reunirmos em casas e nos templos para juntos celebrarmos a Deus e deixá-lo trazer mais de Sua vida a nós!

:: Christian Clayton

Para mais informações a respeito do estudo de células, ligue para o pastor Flavinho (31) 98793-7701.