Nenhum Comentário

Viva plenamente a palavra de Deus

Viva plenamente a palavra de Deus
“Então, levantarás o rosto sem mácula, estarás seguro e não temerás”. (Jó 11.15) O cristão é aquela pessoa que anda como Jesus andou, de cabeça erguida, vitoriosamente. O príncipe desse mundo não precisa ser vencido porque Jesus já o venceu, ele já é um derrotado. O que temos que fazer é resisti-lo e assim ele fugirá de nós (Tg 4.7). Quando você cumpre essas condições: “Se dispuseres o coração e estenderes as mãos para Deus; se lançares para longe a iniquidade da tua mão e não permitires habitar na tua tenda a injustiça, então, levantarás o rosto sem mácula, estarás seguro e não temerás”. (Jó 11.13-15.) Você terá uma vida cheia da graça, uma vida plena diante do Senhor.
No verso 16 de Jó 11, lemos: “Pois te esquecerás dos teus sofrimentos e deles só terás lembrança como de águas que passaram”. O crente no Senhor Jesus não fica remoendo as coisas do passado. Ele tem grande facilidade para perdoar. Vale ressaltar que perdoar não é esquecer, pois ninguém tem poder para apagar a memória cerebral. Perdoar significa não levar em conta. Tem gente que não consegue esquecer, vive o que se passou, lembra, chora, reclama, conta para todas as pessoas que encontra pela frente. Perdoar é também não deixar que o passado interfira na vida causando constante tristeza, dor. Há pessoas que se lembram da demissão que sofreu há mais de 10 anos. Da traição que sofreu há 20 anos. Do ente querido que perdeu há 30 anos. Querido(a), sofra, chore por um tempo, tire as experiências e sepulte o que precisa ser sepultado.
“Pois te esquecerás” é uma escolha. Enquanto você não escolher esquecer, não esquecerá. Se você foi traído, tire experiências dessa traição e caminhe. Se foi demitido, tire experiências dessa demissão e procure um novo emprego. Se você foi injustiçado, entregue a injustiça ao Deus da Justiça. Não dê testemunho das coisas desgraçadas da vida, dê testemunho de livramentos, do quanto você tem aprendido com o Senhor.
O sofrimento atinge todo ser humano, ele chega, mas tem que ir embora, ele não pode durar a vida toda. O que dura para sempre é a bondade e a misericórdia de Deus. Faça do sofrimento um túnel, no qual você entra, mas não permanece. Deixe-se ser curado. Seu marido morreu? Case com outro. Sua mulher morreu? Case com outra. Sua firma faliu? Abra outra. Viva de acordo com a Palavra, e tenha também os homens e mulheres da Bíblia que enfrentaram o sofrimento de maneira intensa, como exemplos. E Jó é um deles. Outro exemplo é José. Dos 17 aos 30 anos foi só sofrimento, só perseguição. José não murmurou contra Deus e por isso foi honrado pelo Senhor (Gn 37; 39 a 45). Ele fez da sua dor uma ponte e caminhou sobre ela. Em tudo Deus tem propósitos. Somos barro nas mãos de Deus e Ele nos molda por meio de muitas situações, inclusive do sofrimento. Deus nunca atrasa a bênção para um filho dele, não existe isso de “está demorando”.
:: Pastor Márcio Valadão.