Nenhum Comentário

“Eu preciso do conhecimento da glória de Deus que está na face de Cristo”, diz Thamires Garcia

 [Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

Hoje (30), às 19h30, teve início a 3ª noite do Congresso Lagoinha em Adoração e Intercessão 2017, no Templo da Lagoinha Sede, em Belo Horizonte (MG). A oração inicial foi feita pelo pastor Emerson Caetano, que exaltou e glorificou o nome de Deus.

 [Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

Louvor e Adoração

O Ministério Zoe conduziu o momento de louvor e adoração ao Rei Jesus. Com uma bandeira do Brasil nas costas e cheia de amor pela presença do Pai, a vocalista do ministério cantou canções como “Nunca foi sobre nós”, “Só uma coisa me satisfaz” e “Quando a luz se apagar”. Avivamento genuíno e arrependimento, necessários na Igreja, foram temas ministrados entre as músicas.

 [Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

Clamor pelo Brasil

Em seguida, a pastora Ângela Valadão conduziu um tempo de oração em que a igreja clamou pelos governantes do Brasil. A pastora lembrou a história da Coréia do Sul em que os irmãos oraram sem cessar e encontram respostas. Mas, no contraponto, lembrou de outros países. “Não podemos permitir que aconteça aquilo que aconteceu na Venezuela e em Cuba.”, afirmou. “A igreja precisa orar pelos governantes.” Todos se ajoelharam e, em arrependimento, pediram perdão pelos seus próprios pecados e clamaram pela misericórdia do Senhor. Intercederam pelas famílias e para que Deus trouxesse homens e mulheres íntegros para governar o país, de acordo com os princípios cristãos.

 [Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

Na sequência, o Ministério de Dança da Lagoinha realizou uma apresentação em que crianças seguravam bandeiras de diferentes nações. Dançarinas cobriam as crianças com panos vermelhos ao som da música “Casa de Oração”.

 [Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

Bate-Papo “Adoração e Oração”

Na sequência, foi realizado um bate-papo com o tema “Adoração e Oração”, com participação das pastoras Ezenete Rodrigues, Ângela Valadão, Joyce Andrade e Vasti Machado. A pastora Ezenete contou sobre sua vida de oração e afirmou que a oração nos faz viver uma vida plena no Senhor. A vida de oração faz brotar confiança, esperança e fé dentro de nós. “Não há peso, há vitória”, disse.

A pastora Joyce falou que é prazeroso orar. “Precisamos preparar a juventude e a igreja para a vinda de Jesus, orando e intercedendo.”  “Deus tem levantado uma geração de jovens sedentos e famintos pela Glória de Deus”, disse. A pastora Vasti abordou a questão do amor. “Tem que existir amor no nosso coração para interceder uns pelos outros.”

 [Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

Ministração da Palavra

Thamires Garcia, vocalista do Ministério Zoe, pregou sobre o tempo crítico em que vivemos na nação brasileira. Somos uma geração de ansiedade e de depressão. A igreja vive coisas que não são cabíveis para um cristão e adora a quem não conhece. São apenas caras de adoração, mas é vazio. São apenas mãos levantadas. Ela citou passagens como a de Ezequiel 22.30, Isaías 63.19 e Juízes 2.8-10.

 [Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

“É tempo de buscar o Senhor até que Ele venha”, afirmou. “Ele está contando conosco para respondermos o som que sai do céu.” Não existe vida eterna sem conhecimento de Deus. Ele tem desejo de relacionamento conosco.  “Olhamos para os púlpitos, esperamos o conhecimento de Deus dos púlpitos, mas vai vir dos quartos de oração.”

“Ele tem coisas maiores para nós. Mas nós precisamos conhecer a face de Cristo se queremos o conhecimento da Glória de Deus. […] Meu desejo nesta noite é que você saia com desejo de querer a face de Cristo”, afirmou.

 [Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

O pastor Emerson Caetano fez uma oração final, e muitas vidas dirigiram-se ao altar dispostas a viver uma nova vida com Cristo.

:: Raquel Carsi