7 Comentários

A Conferência Clamor pelas Nações produzirá mais um culto em Lagoinha

O culto “Quinta Profética” será todas as quintas- feiras, às 19 horas, a partir do dia 10 de abril, no Templo da IBL

Ricardo Robortella

Ricardo Robortella

No final do mês de janeiro, nossa igreja promoveu a Conferência Clamor pelas Nações, que foi um sucesso, com toda a igreja participando, bem como, representantes de outros países e estados brasileiros. O organizador do evento foi o pastor Ricardo Braga Robortella, 49, fundador e presidente da Escola do Clamor pelas Nações. Ricardo é casado com Simone Robortella,com quem tem quatro filhos. É pastor desde 2003, e está na nossa igreja desde março de 2013. Congrega no Núcleo da IBL São Bento. Lá, ele tem contribuído no treinamento de líderes, na área de missões, bem como, eventualmente ministrando o louvor. O Ministério Clamor pelas Nações nasceu de uma viagem de impacto evangelístico realizada em julho de 1996, durante as Olimpíadas de Atlanta. “Eu havia acabado de entregar minha empresa de Engenharia porque o Senhor me chamara para edificar outra obra. Durante esses anos, percorremos mais de 30 nações pregando a Palavra e treinando jovens para se moverem no campo profético por meio do nosso treinamento chamado Escola do Clamor pelas Nações. Em 2002, com esse coração missionário e uma visão de avivar a obra do Senhor, lançamos nosso primeiro trabalho musical chamado ‘Quem se importa?’. Uma das canções, ‘Adormecido na Luz’, foi peça de Teatro em várias igrejas do Brasil”, conta o pastor Ricardo. Até o momento, o ministério vendeu mais de 350 mil cópias de seus CDs. Em entrevista exclusiva, o pastor Ricardo Robortella fala sobre a conferência e seus desdobramentos.

ATOS – Como foi a repercussão dessa primeira “Conferência Clamor pelas Nações” na Lagoinha? Foi dentro das suas expectativas?

RICARDO – Vimos um grande favor de Deus nos mínimos detalhes, como uma grande nuvem da Sua Glória que se acampou na igreja durante aqueles dias. A repercussão foi acima de nossas expectativas, pois vieram pessoas do mundo inteiro com fome de receberem um toque genuíno da Presença do Senhor. Tivemos casa cheia praticamente desde quinta-feira, mesmo sendo um evento cobrado, pois tínhamos custos altos com preletores internacionais e brasileiros, equipes e uma logística enorme. Os frutos e testemunhos são incalculáveis. Soubemos de pessoas que foram atraídas apenas pelo som e se converteram só de entrarem na igreja. Além disso, tivemos curas físicas, etc; pessoas que entraram mortas espiritualmente e que foram avivadas pelo toque do batismo com o Espírito Santo. Tivemos canções que foram dadas pelo Espírito, na hora. A espontaneidade e a liberdade do mover do Espírito foram as grandes marcas dessa conferência.

Conferência Profética Clamor Pelas Nações

Conferência Profética Clamor Pelas Nações

RICARDO – Nações como Estados Unidos, Angola, etc, e muitas cidades do Brasil estavam aqui representadas. O Senhor nos disse que aquele momento seria um divisor de águas para muitas igrejas e para a nossa nação, que nosso coração deveria ser simples e nossos ouvidos atentos à Sua voz, que, quando uníssemos as unções, o Ungido apareceria. O Senhor ordena Sua bênção quando há uma verdadeira Unidade. Aprendemos a desempenhar ministérios e funções na igreja e esse é nosso maior erro. Precisamos  desaprender algumas coisas, nos render e deixar que Ele desempenhe Seu Ministério em nós. Nossas habilidades humanas são importantes, mas precisamos aprender a nos conectar e alinhar com o Espírito, pois só assim Sua Glória é manifesta. Se apenas nossas habilidades, nossos dons e talentos são manifestos, somos simplesmente religiosos. Todavia, quando entregamos a Ele nossos dons com caráter, dedicação e dependência, Ele devolve com unção, autoridade e favor. A maior contribuição que tivemos é que na Conferência nos rendemos completamente a Ele e isso trouxe um impacto da Sua Glória na vida das pessoas.

ATOS – Quais foram os momentos mais marcantes na Conferência? 

Pastor Mário Freitas

Pastor Mário Freitas

RICARDO – Todos os dias foram marcados com palavras proféticas. A Conferência foi um clamor ao arrependimento. Uma das características do profético é que não planejamos as palavras. A direção de cada preletor foi orar e buscar uma palavra direta de Deus. Mas se você ouvir cada palavra uma após a outra perceberá uma sequência do Espírito Santo complementando palavra após palavra. Houve momentos marcantes como a presença de Jason Upton desafiando as pessoas a novos horizontes, à espontaneidade e conduzindo a outro nível de adoração. Palavras confrontadoras como a do cantor Fernandinho, que atuou como um profeta desafiando a igreja brasileira a um posicionamento em relação a tantas questões. E como não nos lembrarmos do pastor Mário Freitas chamando a Igreja a uma ressurreição. Ana Paula levou o povo a uma reflexão profunda e a uma unção real quando cantamos. No sábado, a presença do pastor Judson de Oliveira e Dan Duke trouxe um quebrantamento geral quando orávamos pelos pastores. E como não nos lembrarmos do pastor Joaquim Jr. da igreja de Miami, com simplicidade, mas um compromisso com a visão do Reino de Deus que impactou a todos que estavam naquela tarde. Não posso me esquecer da canção que o Senhor me deu poucos dias antes, cuja letra é uma trombeta do coração de Deus e um clamor entre os jovens desta geração. Depois, veio a Palavra do Senhor sobre poços entulhados e o nível de adoração se transformou em alianças com o Senhor. Nosso desafio de viver de novo um novo tempo e desentulhar os poços. Lembramo-nos de alguns momentos na história  da própria igreja da Lagoinha, quando o Senhor a usou para renovar e inspirar a nossa nação. E como há 15 anos, o mover de adoração que mudou a forma de pensar e quebrou tantos paradigmas religiosos em nossa nação foram fundamentais para o crescimento e alcance no Reino de Deus em nossa nação. Foram tantos os momentos, mas o principal é que Jesus reinou durante aqueles dias.

ATOS – Quais os próximos passos depois dessa Conferência?

RICARDO – Conversei com o pastor Márcio, ele me abençoou e geramos um culto chamado “Quinta Profética”. Desejamos continuar tudo o que Deus já começou a fazer neste início de ano e cremos que nesse culto geraremos essa nuvem da glória de Deus que inspirará a muitos; e o Poder de Deus se manifestará em nosso meio. Todos estão convidados para esse primeiro culto, que será no dia 10 de abril. Convidaremos vários profetas em nossa nação, para juntos inspirarmos essa geração com a presença de Deus. Outra intenção da “Quinta Profética” será também levarmos essa geração a ações proféticas práticas em nossa cidade. Estamos sonhando com equipes fazendo evangelismos proféticos durante a Copa do Mundo. Convido a todos a orar e interceder por este novo tempo e a estar conosco todas as quintas- feiras, às 19 horas, a partir do dia 10 de abril, no Templo da nossa igreja.

Se você deseja obter as gravações de todas as reuniões da Conferência Clamor pelas Nações, adquira os DVDs na Seara ou pelo site www. clamor.com.br ou ainda pelo telefone (31) 3378-7798.

Fotos: Edemias Del Mestre/ Jean Assis

:: Atilano Muradas