Nenhum Comentário

“Quanto mais cedo falarmos de Jesus às crianças, mais tempo elas terão na presença do Senhor”, diz coordenadora do Gideões Mirins

Hoje (12 de outubro), o Brasil comemora o Dia das Crianças. Infelizmente, vivemos tempos em que a infância tem sido deturpada por valores impostos pela mídia, políticos e por parte da sociedade. É preciso despertar e agir. Toda a igreja possui, em suas mãos, a responsabilidade de proteger essa geração. Ministrar a Palavra de Deus no coração dos pequenos e ensiná-los a praticar os valores do Reino do Pai é papel do Corpo de Cristo.

Instruí-los a viver uma vida de intimidade com Jesus é essencial. “Quando ela começa desde cedo a aprender sobre a Bíblia, ela passa a ter mais intimidade com Deus”, diz Christina Rezende, coordenadora do Gideões Mirins na Lagoinha Sede, ministério com propósito de formar um exército de crianças intercessoras, que amam a Jesus de todo coração, e que as ensina a viver em santidade diante da realidade dos dias atuais.

Gideões orando pelo Brasil na Praça da Fonte [Foto: Facebook / Gideões Mirins - 24 Horas Diante do Senhor]

Gideões orando pelo Brasil na Praça da Fonte [Foto: Facebook / Gideões Mirins – 24 Horas Diante do Senhor]

Qual o impacto na vida de uma criança ao despertá-la a uma vida de intercessão? A criança muda o comportamento diante desse ensino?

“Acho que o impacto maior é o de ensiná-la a se colocar na brecha por alguém. Isso muda, com certeza, o comportamento de uma criança, pois ela aprende a se preocupar mais com próximo e a sentir mais a dor do outro! E, quando ela começa, desde cedo, a aprender sobre a Bíblia, ela passa a ter mais intimidade com Deus.”

Existe idade certa para ministrar sobre oração às crianças?

“Quanto mais cedo ensinarmos as nossas crianças no caminho de Cristo, mais despertada ela vai ser para conhecer Jesus. Logo, não existe idade certa para falar do amor de Cristo para as crianças! Quanto mais cedo falarmos de Jesus a elas, mais tempo elas terão na presença do Senhor.”

Como a igreja pode cumprir seu papel na vida dos pequenos?

“Parando de achar que as crianças são a igreja do amanhã. É começarmos a vê-las como a igreja de hoje! Elas futuramente poderão ser líderes e pastores. Mas, hoje, elas fazem parte do Corpo de Cristo como nós adultos. Nós, como igreja, precisamos priorizar mais nossas crianças. Precisamos em todo tempo protegê-las, mostrando a elas, através da Palavra, o que é certo e o que é errado!”

Christina Rezende [Foto: Arquivo de Ministério]

Christina Rezende [Foto: Arquivo de Ministério]

E as famílias? Como devem lidar com as crianças?

“Já como família, precisamos direcionar nossos filhos no Caminho, incentivando-os e orientando-os sempre a fazer o que é correto à Luz da Palavra. É o que diz em Provérbios 22.6: Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles.”

Você tem dicas práticas sobre como os pais podem ensinar sobre oração para essa geração?

“Os pais precisam ensinar os filhos, primeiro, a confiar em Deus, para assim elas começarem a exercer sua fé. Eles devem fazer orações curtas com seus filhos para que possam entender o que eles estão dizendo em suas orações. Os pais são maiores exemplos para os filhos. Pode ter certeza que, se a criança observar os pais tendo um tempo de intimidade com Deus, com certeza, ela também vai querer ter esse momento!”

As crianças conseguem compreender que a oração delas chega, por meio de Cristo, a Deus?

“Sim! Quando ela aprende o que Jesus fez por ela na Cruz, e que Jesus é o caminho, a verdade e a vida, ela passa a confiar e a crer que não há outro jeito de ter acesso ao Pai se não for através de Jesus!

As crianças, diferentemente dos adultos, quando confiam, se dão por inteiro. Sem medo, elas se entregam. Por isso, quando elas ouvem ou leem na Palavra que Jesus é o nosso único mediador, que Ele é o nosso Senhor e Salvador, elas acreditam e pronto!”

Conheça o ministério Gideões Mirins

Gideões Mirins é um ministério mundial e interdenominacional, vinculado ao Ministério 24 Horas Diante do Senhor, que visa formar um exército de crianças intercessoras entre 7 e 12 anos. Eles vão ainda mais além ao auxiliar na formação do caráter dessa geração, ao ministrar sobre o amor o próximo e ao instruir sobre a prática do evangelismo a outras crianças.

[Foto: Facebook / Gideões Mirins Lagoinha]

[Foto: Facebook / Gideões Mirins Lagoinha]

Com histórias, ministrações e doutrinas cristãs, o ministério ensina toda a Palavra de Deus. E as crianças passam a ter conhecimento da realidade vivida por outras ao redor do mundo. Por meio de revistas de estudos, palestras, oficinas e da participação em eventos, elas são estimuladas a terem amor por missões.

Gideões Mirins na Lagoinha Sede

As reuniões são realizadas aos sábados, das 14h às 16h. Atualmente, são 85 crianças, distribuídas em três tropas, conforme a idade. Essas patrulhas são lideradas por 11 conselheiros voluntários, com a coordenação da Christina Rezende.

Semanalmente, as crianças reúnem-se com os conselheiros para estudar o assunto do tema de seu currículo bíblico, momento em que fazem a formação militar. Nessa formação, treinam a disciplina, obediência e respeito às autoridades, já que são desafiadas a se vestirem e se portarem como um verdadeiro exército mirim.

As crianças também são desafiadas a uma vida devocional. Cada gideão recebe um “Passaporte de Oração”, onde estão escritos motivos específicos de oração. E, todos os meses, intercedem por uma nação diferente.

Para ser um Conselheiro, basta fazer o Curso de Formação de Conselheiros. Para outras informações, ligue (31) 3421-5018 ou (31) 98793-5062 (Christina Rezende).

:: Raquel Carsi