Nenhum Comentário

Grupo de Apoio à Adoção da Lagoinha realiza debate com casais e profissionais da área

Foto: Grupo de Apoio a Adoção Aba Pai

Foto: Grupo de Apoio a Adoção Aba Pai

Para quebrar paradigmas e mitos que permeiam a questão da adoção, o Grupo de Apoio à Adoção da Lagoinha, o “Aba Pai”, realizou, no dia 7 de abril, um debate com profissionais das áreas de Serviço Social, Psicologia, Direito e, também, com casais que adotaram filhos, que estão no processo de adoção e que desejam adotar. O evento aconteceu no auditório da Casa da Honra, da Lagoinha Sede, em Belo Horizonte (MG).

Com o tema “Processo legal da adoção e aspectos psicossociais no relacionamento entre família e adotado”, foram abordados assuntos sobre o perfil da criança de abrigo, motivações do coração das pessoas que desejam adotar, questões técnicas e legais da adoção, adoção tardia, adoção interracial, fase de adaptação da família com a criança ou o adolescente que foi adotado e aspectos culturais que envolvem o tema.

Foto: Grupo de Apoio a Adoção Aba Pai

Foto: Grupo de Apoio a Adoção Aba Pai

O debate contou com a presença dos profissionais Larissa Jardim (advogada com experiência na área de adoção), Rosania Alves (assistente social e líder do Aba Pai, com experiência técnica em acolhimento institucional), Misael Silva (psicólogo com experiência técnica e de coordenação em acolhimento institucional) e dos casais Débora e Daniel Ferreira e Homeron e Joelda Klen, ambos com experiência em adoção.

O evento foi de grande relevância, pois a igreja precisa levantar a bandeira da adoção e assumir o compromisso bíblico de amparar o órfão. Para outras informações, ligue (31) 3429-9401, (31) 98793-7217 ou (31) 99595-8803 (WhatsApp).

:: Raquel Carsi