Nenhum Comentário

Lagoinha 60 anos: Evangelho por meio das artes

A Lagoinha expressa o amor de Deus de diversas formas. Uma delas está na memória recente e tem ganhado espaço nos cultos: a pintura. As artes plásticas fazem parte da igreja por meio da Fábrica de Artes, que oferece o contato das pessoas com a pintura, escultura, desenho, desenho sequencial, street art, grafite, entre outras. De forma sobrenatural, a pintura chegou na Lagoinha para impactar corações.

Danielle Jordão (in memorian) [Foto: Arquivo de Ministério]

Danielle Jordão (in memorian) [Foto: Arquivo de Ministério]

Podemos relacionar essa história com a semana de celebração em que estamos vivendo (7 de Setembro); afinal, a pintura entrou em nosso meio na época da campanha Brasil Diante do Trono, quando Brasília – na Esplanada dos Ministérios – abrigou o maior evento cristão já realizado na capital política do país, no dia 13 de julho de 2002, promovido pelo Diante do Trono. A campanha levou muita gente a orar pela nossa nação, e o resultado não poderia ser diferente: o evento foi de grande impacto para a sociedade, e as orações trouxeram uma linda revelação a respeito das artes à líder do DT, Ana Paula Valadão.

Em entrevista anterior, ela contou como Deus a revelou sobre a pintura como forma de evangelização: “O Senhor nos dirige em tudo toda vez que vamos gravar um CD. Na gravação do CD Nos Braços do Pai, Deus nos deu a direção de restaurar as artes. Esse CD trouxe a novidade da participação de uma pintora adorando ao Senhor conosco ali no palco. A Danielle Jordão, uma artista plástica e pintora, que havia conhecido meses antes da gravação, trouxe a pintura para o nosso meio. Deus fez algo tão lindo! Tive um sonho com a Danielle. Não sabia o nome dela, a havia visto em um congresso há um tempo e, meses depois, quando colocava essa gravação nas mãos de Deus, sonhei com ela. No sonho, a chamava pelo nome, dizia que ela deveria participar da gravação. Deus me deu alguns detalhes específicos da vida dela e do seu relacionamento com o pai terreno, e eu falava para ela que Deus a havia escolhido para participar conosco por causa daqueles detalhes. Acordei do sonho muito assustada e comecei a procurar o telefone daquela pintora, só lembro de ter falado para a pessoa que me ajudava para perguntar direitinho o nome dela, porque no sonho ela se chamava Danielle. E, exatamente, para minha surpresa, o nome dela era realmente Danielle. Quando conversei e contei sobre o sonho, ela chorou muito, porque aqueles detalhes mostravam o cuidado de Deus para com ela. Era o Pai celestial mostrando-lhe que conhecia todas as suas feridas e carências, e que sabia que, por causa do coração dela, foi escolhida para pintar aquela grande festa. Ela foi escolhida para pintar, literalmente, os braços do Pai”, lembrou Ana.

A partir dessa gravação, a pintura foi inserida nos congressos, cultos e outras produções de CD e DVD, com a função de profetizar a mensagem do Evangelho. A pintora Danielle registrava com pincel e tinta o que estava acontecendo no evento. Porém ela sofria com uma enfermidade, e o Senhor a chamou em junho de 2014. Quem deu continuidade a esse lindo trabalho e tem sido cada vez mais presente nos cultos da Lagoinha é a artista Flávia Oliveira Barsanulfo, que foi inspirada por Danielle. “Foi por meio do trabalho dela que comecei a ver novas possibilidades de usar a arte para honrar ao Senhor, abençoar a igreja e proclamar o Evangelho”, comenta Flávia, que já desenhava desde sua infância.

Em 2015, Flávia começou a fazer pinturas na Casa de Oração, liderada pela pastora Lílian Abucater e não parou mais. Ela acredita que a Lagoinha é uma igreja que alcança as nações e pode ser referência na divulgação das artes plásticas como meio de adoração, incentivando muitas igrejas a valorizar o artista plástico e inseri-lo no contexto dos cultos. Flávia recebe muitos testemunhos de pessoas que se sentem abençoadas pela pintura e que receberam, no decorrer dos cultos, revelações do Senhor por meio do desenho dela. “O Espírito Santo age de forma incrível por meio da pintura, fico impressionada como Ele trabalha nos corações, sou somente um instrumento em Suas mãos, que é a parte mais gratificante desse ministério”, ressalta a artista. Além disso, parte da renda arrecadada com a venda dos quadros é direcionada a missões.

Flávia Barsanulfo [Foto: Arquivo de Ministério]

Flávia Barsanulfo [Foto: Arquivo de Ministério]

Para que a história da pintura em nossa igreja continue sendo ilustrada, a Fábrica de Artes oferece o curso de pinturas, ministrado por Flávia. As aulas são voltadas para iniciantes, pessoas que amam a arte e têm vontade de aprender. O curso aborda as técnicas da pintura em acrílico, que é à base de água e não prejudica a saúde. Ao final de seis meses, o aluno será capaz de desenvolver suas próprias criações sobre tela. “Deus tem o poder de redimir todas as coisas e as artes plásticas é uma delas. O objetivo maior é tornar Deus conhecido, trazer a arte para edificação do Seu Reino”, completa Flávia.

Para informações sobre o curso, ligue para a Fábrica de Artes: (31) 34782300.

:: Renata Giori