Nenhum Comentário

Lagoinha recebe homenagem no Congresso Nacional, em Brasília, pelos 60 anos

Pastores da Lagoinha [Foto: Arquivo de Ministério]

Na manhã desta quarta-feira (20), pastores da Lagoinha estiveram no Congresso Nacional, em Brasília (DF), para receber homenagem pelos 60 anos da igreja. Os deputados presentes no local discursaram sobre a história da Lagoinha e o impacto de seus trabalhos, que atendem a comunidade em diversos aspectos, gerando transformação social, como a reabilitação de encarcerados no sistema prisional brasileiro.

[Foto: Arquivo de Ministério]

Pr. Márcio Valadão [Foto: Câmara dos Deputados]

Em uma sessão não deliberativa solene, o pastor presidente, Márcio Valadão, ministrou a Palavra de Deus aos presentes, com base no texto de Isaías 62, deixando a mensagem de que o Brasil será mudado quando as pessoas se entregarem a Jesus. “Quando um brasileiro se converte, o Brasil está sendo mudado”, disse. O pastor também firmou o compromisso da Lagoinha orar pelo Congresso. “Deixamos aqui o nosso compromisso permanente de estarmos orando para que Brasília e as decisões aqui venham ser realmente decisões que possam tocar valores da eternidade aqui na terra. E vamos viver numa terra curada, porque já temos uma terra abençoada e será mais abençoada ainda.” Ele concluiu o momento pedindo que todos repetissem João 3.16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

A Lagoinha é homenageada por ser uma referência religiosa no Brasil que leva transformação social para a vida de milhares de pessoas. A igreja dedica-se à comunidade com trabalhos de assistência por meio de diversos projetos. São oferecidos serviços como cursos profissionalizantes, inclusão digital e social, assistência jurídica, restauração de moradores de rua e reabilitação de pessoas em prisão, além de impactos no setor artístico. Essas ações englobam todas as faixas etárias da população e várias classes da sociedade, oferecendo uma nova história, com dignidade, a essas pessoas.

  • Confira a sessão não deliberativa solene em homenagem aos 60 anos da Lagoinha:

“Por amor de Sião [ao Brasil] não me calarei, e por amor de Jerusalém [ao Brasil] não me aquietarei, até que saia a sua justiça como um resplendor, e a sua salvação como uma tocha acesa” (Isaías 62.1).

Leia também:

:: Comunicação Lagoinha