2 Comentários

Ministério Sara Nossa Terra

Com forte inspiração bíblica, surge a igreja Sara Nossa Terra… Uma igreja que proclama o evangelho de Jesus Cristo e manifesta Seu Reino. Que tem o compromisso com a pregação de um evangelho integral. Sendo usada por Deus para salvar, curar, libertar e batizar com o Espírito Santo… Hoje, este ministério é bem presente na mídia secular. Atraindo a cada dia, um grande número de pessoas ligadas ao mundo artístico e outras áreas de destaque da sociedade. Para o bispo Robson Rodovalho, presidente internacional do ministério, isto tem uma explicação: a doutrina neo-contemporânea, adaptada ao homem de hoje, motivo pela qual se trabalha com a valorização do indivíduo e integrante de uma sociedade competitiva.

De família espírita, o bispo Robson Rodovalho, nascido em Goiás, começou muito cedo o seu Ministério. Aos 14 anos, levado por sua mãe à Igreja Presbiteriana converteu-se ao Senhor Jesus Cristo…. Em pouquíssimo tempo, tornou-se líder da Mocidade pela Regional Centro Oeste. Foi, então, que em 76, fundou sua primeira Igreja em Goiás. Era a Comunidade Evangélica de Goiânia. Em 92, já havia 132 Igrejas. No entanto, percebeu-se a necessidade em mudar a organização da Igreja. O Bispo, com sua família, foi para Brasília fundar um novo ministério, com a proposta de que tivessem maior força espiritual e de que todos os esforços fossem agregados. Citando Eclesiastes 10:1 (“As moscas mortas fazem com que o ungüento do perfumista exale mau cheiro; assim um pouco de tolice pesa mais do que a sabedoria e a honra”) o bispo Rodovalho explica que eram fracos no aspecto administrativo financeiro. Cada Igreja atuava de maneira independente, o que, muitas vezes, chegava a prejudicar o Ministério como um todo. “Aceitamos o desafio e 92 (noventa e duas) congregações nos seguiram. Oramos fervorosamente e fomos agraciados. Nosso Ministério passou-se a chamar Sara Nossa Terra, que significa sarar as mazelas do mundo, desaparecer com as favelas, meninos de rua, prostituição, violência, tudo isto através da salvação do homem.” Afirma o bispo que ao lado de sua esposa, a bispa Maria Lúcia Rodovalho, coordena hoje, 350 Igrejas existentes no Brasil e no exterior, tendo sua sede mundial localizada na capital federal – Brasília.

B.F – BISPO RODOVALHO, COMO COMEÇOU O MINISTÉRIO SARA NOSSA TERRA?

O Ministério Sara Nossa Terra iniciou-se em Fevereiro de 1992 quando mudamos para Brasília para abrirmos uma Igreja Nacional. Eu e minha esposa com mais uma equipe de nove irmãos. Iniciamos então, a Comunidade Sara Nossa Terra. Abrimos um salão para mil pessoas. Onde ficamos até o ano passado, e, no ano de 2000, viemos para a Embaixada Sara Nossa Terra que é um templo construído para cinco mil lugares. Hoje, somos 33 (trinta e três) igrejas em Brasília e vinte e cinco mil membros. E 350 ( trezentas e cinqüenta) Igrejas no Brasil com 150 ( cento e cinqüenta) mil pessoas comprometidas.

B.F – QUAL O PRINCIPAL FOCO DA VISÃO?

O Ministério iniciou-se pela necessidade que sentimos e que Deus nos deu de ter uma Igreja Apostólica e Nacional. Uma Igreja que expressasse o corpo de Cristo, uma Igreja que tivesse a presença de Deus, o poder de Deus no seu Ministério e que trabalhasse com restauração do coração do indivíduo. Que pudesse levar os cristãos comprometidos com Deus e com o Espírito do Senhor. Aprendendo a usar seus dons e a se tornarem líderes. Nossa visão é fazer de cada cristão um discípulo e de cada discípulo um líder.

B.F – PARA O SENHOR, O QUE SIGNIFICA O VERDEIRO AVIVAMENTO?

O verdadeiro avivamento para mim significa primeiramente conversão de coração. O verdadeiro avivamento move a Igreja com compaixão evangelística e traz ao não-cristão convicção dos seus pecados. Levando-o a ter um novo encontro com Deus vivo e real que transforma sua mente, sua conduta, seu futuro e projeto de vida. Levando-o a fazer uma nova pergunta que os novos convertidos fizeram no livro de Atos: “Que faremos irmãos?” Ou seja, depois que eles ouviram a mensagem do Apóstolo Pedro eles voltaram-se para Deus perguntando: “O que faremos?”, em outras palavras, o que nós podemos fazer para alcançar esta situação? Então, o verdadeiro avivamento toca primeiro o indivíduo, toca a pessoas, transforma a mente, a conduta, o coração e as emoções das pessoas. E o verdadeiro avivamento toca também a família, transforma toda relação familiar como mãe, pai e filho. Coloca ordem na desordem. Coloca cada um em seu devido lugar. O verdadeiro avivamento também chega à sociedade, muda a cultura das pessoas. Tira a cultura do sincretismo, muitas vezes espírita ou maligna que trazemos em nossas culturas, e coloca os valores do reino de Deus. Então, o verdadeiro avivamento tem a capacidade de trazer e tocar não só o indivíduo como a sociedade pela mudança da cultura e também pelas mudanças das leis. O verdadeiro avivamento tem que operar transformação social. Tem que transformar a cultura de um povo e também as leis criando uma nova sociedade com novos valores, que são os valores do reino de Deus impressos nesta realidade.

B.F – POR QUE A SARA NOSSA TERRA É TÃO PRESENTE NA MÍDIA SECULAR?

A Sara Nossa Terra atrai tantas pessoas da mídia ao meu ver por causa de quatro coisas. Primeiro ela atrai tanto as pessoas pelo alinhamento natural que nós temos com o público A e B. Pelo chamado e contingência do Senhor eu fui professor na Universidade por quinze anos. Acredito que automaticamente isto nivelou meus líderes que são 95 % formados no terceiro grau. Isto nos força a ter um discurso mais preciso para estas classes. Não que descuidemos das classes C e D, mas é por causa da nossa fala, do nosso estilo de vida, dos nossos relacionamentos. Somos amigos das pessoas com quem trabalhamos. Então, atingimos médicos, dentistas, engenheiros, advogados pelo próprio meio de onde vivemos e com quem convivemos.

B.F – COMO SÃO AS PREGAÇÕES?

Também desenvolvemos um estilo de pregação onde tocamos muito a necessidade do homem de hoje. Colocamos o evangelho na vida cotidiana, no dia a dia, nos problemas atuais, nos problemas sociais que estamos passando e vivendo. Também, a Sara Nossa Terra, dá um atendimento individualizado pelo aconselhamento que fazemos. Tanto em nossas células de discipulados, quanto em nossos grupos de apoio emocional e de cura interior. Grupos de restauração de vidas, de pessoas traumatizadas. Então, nós não desenvolvemos um relacionamento interpessoal com as pessoas. E o quarto ponto, gostaria de dizer que Sara Nossa Terra atrai as pessoas da mídia porque as pessoas são trazidas pelos relacionamentos, amigos e companheiros que convivem conosco e pela credibilidade que nós nos esforçamos para demonstrar à sociedade. As coisas são transparentes na Sara Nossa Terra, os princípios e temos uma liderança plural. Temos os conselhos que estão analisando desde a nossa vida financeira à doutrina da Igreja. Conselho de Bispos, de pastores, enfim, eu creio nestes quatro aspectos, mais o fato de Deus ter nos chamado para sarar o País. Isto é uma obra do Senhor. A Sara Nossa Terra é até uma Igreja menos privilegiada em nível de mídia do que outras. Temos Igrejas que tem mídia muito mais pesadas nas mãos do que nós. Mas Deus nos deu graça para ganhar estas pessoas e estes corações, porque é uma obra do Senhor. A nossa parte são os primeiros quatro itens, mas finalmente é Deus mesmo que opera e age.

B.F – COMO É SEU TESTEMUNHO?

Eu conto como eu tive um encontro com Deus ao dezenove anos de idade. A primeira vez que entrei em uma Igreja Evangélica ouvi uma pregação de um pastor que havia sido preso por revolução e também se converteu na cadeia depois de apanhar muito. Ele orou por mim, eu abri meu coração e desafiei Deus que se aquilo que ele estivesse falando fosse verdade, se realmente o poder e amor de Deus estivessem a disposição do homem eu queria experimentá-Lo e daria minha vida a Ele. O culto acabou, eu fiquei a sós e ali eu tive um Encontro sobrenatural com Deus. Durante seis horas chorei e vi uma luz que me rodeava o tempo todo. Ouvi a voz do Senhor e lembro que as palavras de Mateus 28 passaram como um fogo na minha mente. Vi Jesus pendurado na cruz em uma visão espiritual e eu entendi o plano de Deus para o homem. A redenção; meu pecado; entendi que estava morto em meu pecado, pois servia a satanás no engano do espiritismo que eu fazia parte pela herança do meu avô materno, renunciei a tudo aquilo e me dispus a começar uma nova vida. Naquele dia me levantei daquele lugar as seis da manhã e ali eu era uma nova pessoa. Peguei minha Bíblia e comecei a ler desesperadamente. Nunca mais parei e iniciei meu primeiro ministério que foi a Mocidade para Cristo. Tornei-me um dos líderes de MPC no Brasil. Saí da presbiteriana e da Mocidade para Cristo. Comecei minha primeira Igreja na Comunidade Evangélica de Goiânia. Onde fiquei até noventa e dois. Em 92, mudamos para Brasília para começar a Sara Nossa Terra.

B.F – COMO COMEÇOU O CANAL GÊNESIS (CANAL CRISTÃO DA SARA NOSSA TERRA)?

Hoje é rede Gênesis porque estamos em mais de 40 cidades do Brasil, e iniciamos há dois anos como um canal local em Brasília. Logo em seguida, seguimos para Goiânia. Entramos em satélite e hoje já estamos em mais de 40 cidades, e se Deus quiser, entraremos logo mais em uma longa rede de TVs por assinatura e UHF em todo o Brasil. A rede Gênesis tem o objetivo de ter uma programação cem por cento evangélica vinte e quatro horas por dia. Ela é interdenominacional e aberta para os diversos segmentos de Igrejas e pastores do Brasil. Tanto que temos em nosso quadro contribuição de diversos pastores que não são do Ministério Sara Nossa Terra e são bem vindos porque fazem parte da nossa visão. Vinte e quatro horas é muito tempo de televisão. Tem espaço para todos pregarem, sobra tempo. E é um prazer ter os irmãos conosco como corpo de Cristo.

B.F – COMO É SABER QUE A SARA NOSSA TERRA ABRIU UM FORTE ESPAÇO PARA A MULHER NO CONTEXTO DA IGREJA?

A Sara Nossa Terra, tanto através de mim como dos demais bispos, fez um estudo profundo das escrituras sobre o lugar que a mulher ocupa. E chegou a conclusão de que na Bíblia a mulher era tão usada por Deus como o homem. Você encontra no novo testamento, por exemplo, a mulher exercendo todas as funções, inclusive a função de apóstola. Priscila, mulher de Áquila era uma apóstola. Temos diversas citações bíblicas de mulheres que foram usadas poderosamente por Deus. No livro de Romanos diz que no reino de Deus não há judeu, nem grego, homem ou mulher. Então não tem homem ou mulher. A mulher tem seu espaço, ministério, lugar, tanto como esposa que é companheira de cada um dos líderes quanto como indivíduo. A MULHER É TAMBÉM UM VASO QUE Deus usa como instrumento.

B.F – PARA O SENHOR, QUAL O PAPEL DA IGREJA NA POLÍTICA?

A Igreja precisa participar politicamente, não dá para sermos 33% da população, e não termos esta representação política. Eu creio que nós já descobrimos que a guerra agora será traçada na área da ação política. Ela não é por exércitos, graças a Deus, nem por perseguições, nem pela mídia como foi feito anos atrás. Hoje a guerra é política. Através de decretos Leis! E se a igreja não tiver soldados, será um exército que ficará a mercê do inimigo. Por isso agora é hora de fechar os olhos e de colocar gente que vai guerrear por nós.

B.F – DE ACORDO COM SUA OPINIÃO PORQUE HÁ MAIS CONVERSÕES HOJE DO QUE ANTES?

Porque estamos debaixo de um avivamento! Creio que os principados e potestades começaram a ser amarrados no Brasil, pelos menos já começaram a ser amarrados… As conversões que recebemos hoje são fruto do avanço da Igreja. Pois quanto mais a Igreja avança em orações, jejum, aliança e guerra espiritual as pessoas vão recebendo os milagres, as curas e principalmente a intimidade com Deus.

B.F – TENDO UMA VIDA CHEIA DE COMPROMISSOS… O QUE FAZ NOS RAROS MOMENTOS DE LAZER?

Lazer para mim é ficar a sós, ler bons livros cristãos, ouvir CDs, principalmente os últimos lançamentos de CDs cristãos no Brasil. Também gosto de praticar esportes, jogar tênis, fazer trilhas. Gosto também de trilha de moto. Sou uma pessoa extremamente ativa no princípio de esporte e relacionamento. Então quando tenho tempo sempre estou com minha esposa praticando algum esporte ou com os discípulos.

B.F – COMO LÍDER DO MINISTÉRIO SARA NOSSA TERRA, QUAIS FORAM SEUS REFERENCIAIS?

Eu tive vários referenciais, mesmo porque eu me converti muito novo. Meu primeiro referencial foi o pastor que pregou para mim quando aceitei a Jesus por intermédio dele. Depois, Deus usou um pastor da Igreja Presbiteriana, Abraão Soares da Silva como o primeiro discipulador. Hoje é bem amigo nosso e está na cidade de São Luiz do Maranhão. Depois eu estive ligado com alguns missionários americanos… Entre eles eu quero citar os pastores John Walker e Jack Stilles que foram usados por Deus para serem meu referencial e me discipular em verdades e fundamentos bíblicos muito importantes. E, também, na unção profética da Palavra… Deus também usou muito o Benson Idahossa que já faleceu, um apóstolo da fé. Foi quem também transmitiu um manto de fé sobre a minha vida, me ungiu apóstolo e Bispo e também no mesmo período Myles Monroe.

B.F – O QUE ESPERA AINDA DE DEUS, BISPO RODOVALHO?

Eu espero que ganhemos o mundo todo para Jesus, que abramos mais igrejas no exterior. Estamos fechando todos os Estados brasileiros, e que agora partamos para o exterior; como Igrejas na Europa, por exemplo. Já estamos com excelentes Igrejas nos Estados Unidos e agora esperamos mandar um bispo à Europa para podermos dar cobertura à obra no lugar. E ali, cumprir o mandamento do Senhor.