22 Comentários

Patrícia Barreto: uma referência de mulher

Com um largo sorriso no rosto, Patrícia Barreto, acompanhada pelos dois filhos, Emily e Davi, veio entusiasmada para a entrevista do Lagoinha.com. As roupas em tons pastéis e suaves já traduziam que o tema da entrevista era o Dia Internacional da Mulher. Casada há quase 20 anos com o pastor Lucinho Barreto, Patrícia se mostrou alegre e para “cima” como ela mesma se descreve.

Esposa, pastora, universitária, dona de casa e amiga, ela confessa que o seu maior prazer é cuidar de pessoas e, por isso, escolheu psicologia como profissão. Durante a entrevista, Patrícia demonstrou ser tímida e reservada, mas alega ser apenas impressão de primeira vista.

Patricia 3

Esposa

Lagoinha.com: A máxima que diz que “os opostos se atraem” é uma realidade com você e o Lucinho?

Patrícia Barreto: Não. Na verdade, somos muito parecidos tanto na forma de pensar, quanto nas atitudes.  Também sou muito brincalhona, mas quanto às questões mais íntimas é que procuro ser mais reservada. Tanto o Lucinho quanto eu, temos os mesmos objetivos e procuramos amar a Deus com todo o nosso coração.

Lagoinha.com: Você é casada há quase 20 anos, como é ser esposa de pastor?

Patrícia: Tem um ditado que diz: “Por traz de um grande homem existe uma grande mulher”, mas no meu caso acredito que “ao lado de um grande homem, existe uma mulher”. Sempre fui muito companheira do Lucinho e procuramos ser amigos também. Acredito que a amizade é um ingrediente muito importante no relacionamento, porque quando a esposa é amiga do marido, no dia mal, ela será a auxiliadora que a Bíblia ensina.

Lagoinha.com: Pastor tem uma vida apertada com muitos compromissos, isso algum dia foi um problema para você?

Patrícia: Na verdade, não é muito fácil. O Lucinho realmente trabalha muito. Quando ele não está ocupado na igreja, está viajando. Além de tudo, minha família não é de Belo Horizonte, o que dificulta ainda mais minha situação. Sempre tive que me virar como mulher. Contudo, percebo que cada passo que dou vejo que Deus me fortalece. Cuidar dos filhos, do lar e ainda ser estudante de psicologia é uma tarefa puxada, mas como o nosso relacionamento tem muito companheirismo recorro a ele todas as vezes que preciso e o Senhor está sempre nos ajudando.

Lagoinha.com: Há um ditado que diz que esposa de pastor é pastora. Essa frase é uma realidade em sua vida?

Patrícia: Acredito que sim. Pastoreio as jovens da Lagoinha junto com a pastora Aline no ministério “Moças”. Um trabalho que está sendo muito edificante. Pastorear é cuidar de vidas e amo muito fazer isso. Inclusive, faço psicologia porque este curso estuda o comportamento humano e tenho muito interesse pelo cuidado com as pessoas. Sempre tive a vontade de ajudar aqueles que precisam ser cuidados e vejo que Deus está me dando a oportunidade de caminhar com as garotas e auxiliá-las no que é necessário.

Patrícia Barreto (25)

Mãe

Lagoinha.com: Como é ser mãe no século XXI?

Patrícia: É um grande desafio ser mãe, porque os conceitos mudaram muito. O que não era permitido antigamente, hoje em dia é aceitável. Sou mãe de uma adolescente de 13 anos, a Emily. Procuro entendê-la, porque também já fui adolescente. Sei que essa fase envolve mudanças tanto físicas, quanto hormonais. Embora seja desafio, é também muito prazeroso. Quando tive a Emily e o meu outro filho Davi, vi que o mundo pode ser rosa, azul, verde.

Lagoinha.com: Como tratar a questão do feminismo dentro da igreja?

Patrícia: A questão de ser submissa ao marido é uma ordenança de Deus que está escrita na Palavra e não há questionamento quanto a isso. A Bíblia faz orientações ao homem para ele amar a esposa como Cristo amou a igreja. Por isso, as escrituras são bem completas, quanto as funções do marido e da esposa. Já me fizeram a pergunta: “O que ganho em ser submissa?” Respondo sempre que todas as vezes que escolhemos obedecer aos mandamentos de Deus, somos abençoadas.

Patrícia Barreto (16)

Mulher

Lagoinha.com: Como mãe, “profissional” e esposa, você se sente uma mulher realizada?

Patrícia: Vejo que estou no melhor momento da minha vida. Sinto que Deus está me guiando em tudo: no ministério, no casamento e em tantas outras áreas. Em cada área da minha vida, sinto que estou no tempo certo. Quando fizemos o culto “Beleza Feminina” no mês passado, senti tanta alegria e um prazer tão grande no meu coração. Fiquei tão perplexa, porque senti que estava no centro da vontade de Deus. Vejo que a realização do ser humano não está nas coisas materiais.  Bens materiais trazem alegria? É claro que sim, mas fazer a vontade de Deus é a realização de qualquer pessoa.

Lagoinha.com: A mulher de hoje é mais cobrada?

Patrícia: Acho que a mulher é muito cobrada e também se cobra muito. Ela tem conquistado muitos papeis na política, nas artes e na igreja e, por isso, tem um alto nível de exigência. O fato de desejar manter tudo isso e ainda estar bela, exige um grande esforço. Além do que, a mulher quer realizar sonhos e também cumprir os papeis na sociedade como cuidar da casa e da família.

Em meio a tantos afazeres, procuro encontrar um equilibro. Tento dar prioridade para as coisas mais importantes, como meu marido e meus filhos. E assim achar um equilíbrio diante de tantas tarefas.

Pastora

Lagoinha.com: Você lida muito com as jovens, quais são os principais conflitos que elas enfrentam?

Patrícia: Um dos principais é a vida sentimental. Vejo que elas se preocupam muito em encontrar o homem dos sonhos. Ou então, elas pensam que o tempo está passando e estão ficando para trás. Muitas delas com mais de 30 anos e outras de apenas 15 anos (risos). Temos trabalhado nisso e procurado ensinar a ter calma e a confiar no Senhor, porque não adianta nada ter expectativa nos homens.

Patrícia Barreto (6)

Outra situação bastante recorrente é a questão do medo. Elas têm medo do novo, de enfrentar as dificuldades da vida. Mas o Senhor nos chamou a ser corajosas, porque o medo significa falta de fé. Quando escolhemos caminhar com Deus sabemos que Ele está conosco e, por isso, não há o que temer.

Lagoinha.com: Teria como antecipar alguma novidade do “Culto Beleza Feminina” a ser realizado no dia 8 de março?

Patrícia: Será lindo. Acredito que esse dia nasceu primeiro no coração de Deus. É maravilhoso proporcionar um culto só para as mulheres. Tudo será feita por elas e para elas. Terá momentos especiais com poesias, teatro, Palavra e dança. Então, a expectativa é muito grande e estamos muito felizes, tanto eu quanto a equipe que está envolvida. Nada nos completa mais do que fazer a vontade de Deus.

:: Érica Fernandes 

Fotos: Érica Fernandes e Jean Assis