Nenhum Comentário

Um “pai espiritual” deve refletir Jesus, não substituir Jesus na sua vida, diz Dan Duke

[Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

O pastor Ricardo Robortella, líder do ministério Clamor Pelas Nações, iniciou o segundo dia da Conferência Profética do Clamor 2018, nesta sexta-feira (26), no Templo da Lagoinha sede, em Belo Horizonte (MG), levando os conferencistas a orarem juntos em uma só voz: “Eu tenho fome de Ti. Estou disponível para Ti. Preciso de mais uma revelação do céu. Venha nos tocar nesta manhã, em nome de Jesus”.

Em seguida, Jason Lee Jones liderou a adoração ao Santo dos santos, Jesus, com canções como “Pra Te adorar eu vivo”, “O que Tua glória fez comigo”, “Intimidade” e “Tu és bom”. Milhares de conferencistas se deixaram ser levados pelo Espírito Santo para serem cheios da Sua presença e transformados pela glória de Deus.

[Foto: Comunicação Lagoinha]

Jason Lee Jones [Foto: Comunicação Lagoinha]

Na sequência, Dan Duke pregou sobre pais e mães espirituais. “Quando você ouve a voz de um pai, acredito que a voz e a afeição dessa pessoa são convidativas, nunca intimidadoras. […] A presença daquela pessoa [pai espiritual] realmente deveria refletir Jesus, mas nunca, debaixo de qualquer circunstância, substituir Jesus na tua vida. Deve sempre apontar você para Jesus, mas nunca assumir o lugar de Jesus. […] Um pai espiritual, a sua presença, a sua voz e o seu ministério vão tocar as profundezas do teu destino, da tua vida. Eles vão despertar algo profundo em você”, disse Dan Duke.

[Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

“Pais espirituais estão imergindo e sendo levantados no seu meio, e isso é totalmente crucial para a próxima fase do mover de Deus. […] A Bíblia ensina que estamos numa corrida, correndo para um prêmio, e esse prêmio é o da soberana vocação em Cristo Jesus. E seria muito bom para você descobrir exatamente o que isso significa. […] À medida que você cresce, você entra numa certa atmosfera, onde o que Jesus quer te mostrar você não vai conseguir ouvir de um homem. […] Isso requer crescimento e maturidade da sua parte. […] Ele [o pai espiritual] vai te encorajar, guiar, ajudar, te dar suporte e, quando você chegar pra ele com algum dos segredos de Deus que Jesus revelou pra você, aquele homem vai celebrar com você”.

Ao fim da pregação, Dan Duke convidou os conferencistas a se comprometerem em dois pontos: nunca perder o fogo e nunca ficar parado, mas continuar se movendo, escalando e subindo.

[Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

O líder de louvor Jason Lee ministrou, com intensidade e fervor no espírito, mais um momento de adoração. Com entrega e amor a Deus, cantou “Leva-me além, leva-me contigo, leva-me mais alto, mais profundo”.

No altar, Ricardo Robortella disse que o avivamento já chegou. “Jesus está disposto a destravar a fonte que existe dentro de você. Jesus está te pedindo água. […] As crianças da favela da frente estão te pedindo água. […] As pessoas estão famintas, não apenas de comida, mas de alimento espiritual. Será que você vai alimentar Jesus?”.

[Foto: Comunicação Lagoinha]

[Foto: Comunicação Lagoinha]

  • Assista à 2ª reunião da Conferência Profética do Clamor 2018:

Programação da Conferência Profética do Clamor 2018 – 27 de janeiro (sábado)

Manhã | 9h
– Louvor: Jason Lee Jones
– Palavra: Miriam Frederick

Tarde | 14h
– Louvor: Pr Judson Oliveira
– Palavra: Luíz Hermínio

Noite | 19h
– Louvor: Clamor pelas Nações
– Palavra: Pr. Ricardo Robortella

:: Raquel Carsi