Nenhum Comentário

6 dicas para conseguir voluntários para Comunicação de igrejas e ministérios

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

Uma das perguntas que mais ouço por onde vou: Elis, como faço para recrutar voluntários de comunicação para minha igreja e ministério? Não é uma pergunta tão fácil de responder, pois não existe receita de bolo. Vai depender de como a instituição lida culturalmente com voluntários. Separei aqui 6 dicas que podem te ajudar neste processo:

1) Leve uma MENSAGEM para a igreja/ministério falando sobre a importância de servir e da comunicação para o Reino de Deus nos dias de hoje. “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo” (Colossenses 3.23-24.). Todos nós possuímos dons e talentos que podem ser aplicados em diversas áreas, inclusive na Comunicação. Lembro-me de quando cursava Jornalismo na faculdade. Pensava que não poderia usar meu curso na igreja, mas, para minha surpresa, há quase 11 anos, quando vi a necessidade, me voluntariei para ajudar nesta área e acabei criando o primeiro blog para jovens da Lagoinha, minha igreja local. Nem todo mundo, quando vê uma necessidade, tem iniciativa para fazer, então, é preciso fazer o CHAMAMENTO.

2) IDENTIFIQUE as habilidades dos voluntários que se apresentaram. Muitas vezes o voluntário tem vontade de ajudar, mas não tem capacitação técnica/formação na área. A igreja e ministério precisam estar preparados para isso. Identifique em qual área a pessoa tem habilidade/talento: texto, foto, vídeo, design, criação, redes sociais e por aí vai. Mesmo que a pessoa já tenha vasta experiência na área digital/comunicação, ela pode ter dificuldades para produzir conteúdo no contexto cristão. Tenha pessoas para treiná-los. Nem toda igreja tem jornalista, publicitário, editor de vídeo e fotógrafos para ensinar o trabalho, mas por que não convidar aquele seu amigo da área para dar uma palestra para os novos voluntários, dando detalhes de como é a rotina deles? Seria uma espécie de feira das profissões. É enriquecedor.

3) Crie uma ESCALA da Comunicação. Após saber quem vai fazer o que, é hora de saber quando cada um poderá servir. Faça um levantamento dos cultos e reuniões e de quem poderá estar neles. O ideal é fazer uma escala mensal, da mesma maneira como fazemos a escala para a recepção nos cultos. É algo simples. E, na impossibilidade de estar no dia, facilita encontrar outra pessoa para substituir.

4) Talentos identificados, treinados, e escala de trabalho pronta. É hora de colocar a MÃO NA MASSA. Cada igreja e ministério possuem rotinas diferentes. Então, veja o que é importante produzir de conteúdo para manter os canais da igreja atualizados: textos, fotos, vídeo, boomerang, áudios e toda espécie de material multimídia que conseguirem produzir. Fotos e vídeos SEMPRE têm maior alcance que artes nas redes sociais. Se fazem ou farão transmissões ao vivo, se preparem para isso. Se possível, deixe alguém acompanhando e monitorando os comentários durante a transmissão.

5) REAVALIE sempre. É muito comum um voluntário se apresentar com interesse em uma área e acabar indo para outra. O voluntariado é uma excelente oportunidade para aprender, testar e aprimorar conhecimento. Se hoje sou quem sou, devo muito ao meu tempo de voluntariado na igreja. E não pense que acabou. Hoje, continuo voluntariando na área de Comunicação e fico impressionada com as habilidades dos mais jovens que vão chegando e compartilhando aprendizado conosco.

6) Não deixe de fazer REUNIÕES regulares com toda a equipe do ministério de Comunicação, para alinhar a visão junto à liderança da igreja. Invista e incentive o voluntariado na área de Comunicação em sua igreja e ministério!

:: Elis Amâncio