“E tomarão do sangue e pô-lo-ão entre ambas ombreiras e na verga da porta, nas casas em que comerem [...] E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito.” (Êx 12.7,13.) Os hebreus estavam como escravos no Egito há quase 13 gerações. E Deus escolheu Moisés para que fosse até faraó e clamasse pela liberdade do Seu povo. Porém, de nada adiantou. Deus usou Moisés e Arão com sinais e prodígios (Êx 4.2; 7.10), mas quanto mais maravilhas Moisés operava, mais duro ficava o coração de Faraó. Deus então manda nove pragas para os egípcios (Êx 7.19; 10.29). Maldições duríssimas para aquela nação. No entanto, Faraó não se dobrou diante do Poderoso Deus. Veio então a mais dura das pragas: todos os primogênitos dos animais, das pessoas, dos servos ou dos senhores morreriam naquela noite. Mas a casa que tivesse a marca do sangue nos umbrais das portas não seria tocada. Se você ler o capítulo 12 a partir do verso 29, verá que toda casa do povo de Deus que tinha a marca do sangue do cordeiro, que havia sido sacrificado para a celebração da páscoa, foi livre da morte.

Hoje, nós somos esta casa. E o cordeiro que foi sacrificado por nós chamado Jesus Cristo de Nazaré colocou em nós a marca do Seu sangue no dia em que o confessamos como Senhor e Salvador de nossas vidas. Somos marcados e, por isso, a morte, as trevas, o inimigo não pode nos tocar. Não há maldição nem praga que chegue até aqueles que tem a marca do sangue.

Certa vez, assistindo a um desenho bíblico, que contava esta passagem do livro de Êxodo, pude visualizar bem este fato: era noite e todas as casas estavam fechadas. Crianças com seus pais; todos quietos, calados, com medo do que iria acontecer naquela noite. Então, começou a se ouvir o barulho de um vento muito forte e uma nuvem negra invadiu a vila de casas do Egito. A nuvem ia passando e entrava nas casas que não tinham a marca do sangue; quando a nuvem saía, ouvia-se choro e o barulho de algo tombando no chão. Mas nas casas que tinham a marca do sangue, a nuvem até tentava entrar. Porém, quando chegava na porta, ela, como se recebesse um choque, voltava imediatamente.

Assim acontece conosco, meu querido irmão! O medo pode até nos deixar “acuados” num cantinho, as assolações podem nos deixar apreensivos! Mas temos a marca do sangue! Nenhum mal tocará a nossa tenda, a nossa habitação. Sabemos que satanás vive ao nosso derredor, bramando como um leão, buscando a quem possa tragar (1Pe 5.8). A Palavra não nos diz que estamos imunes às ciladas dele! Os hebreus passaram pelo “medo” de terem seus primogênitos mortos! Mas aos seus anjos Ele dará ordem ao nosso respeito (Sl 91.11), aleluia! E Ele mesmo, o próprio Deus, sempre está ao nosso lado: “Não temas porque eu sou contigo; não te assombres porque eu sou o teu Deus; eu te ajudo, eu te esforço, e te sustento com a destra da minha justiça. Eis que envergonhados e confundidos serão todos aqueles que se irritam contra ti; tornar-se-ão nada; e os que contendem contigo perecerão. Busca-lo-ás mas não os achará; e os que pelejarem contigo torna-se-ão nada, e como coisa que não é nada, os que guerreiam contigo. Porque eu, o Senhor, o teu Deus te tomo pela tua mão direita e te digo: não temas que eu te ajudo.” (Is 41.9-13.)

Onde quer que você esteja, a marca do sangue vai com você. O povo de Deus estava em terra estranha, como escravos, mas o Senhor jamais os abandonou. Faraó, o líder da maior nação da terra, o Egito, estava perseguindo os escolhidos do Senhor. E pela lógica natural, os hebreus jamais venceriam essa luta. Mas eles tinham “a marca do sangue” e isto fez toda a diferença! Deus sempre confunde as coisas deste mundo! Aleluia! Então, não importa se você está sendo perseguido no seu trabalho, na sua casa. Não importa se os grandes desta nação estão atrás de você; não importa o que você esteja passando, onde você está agora ou aonde quer que você vá! Saiba que você faz a diferença onde estiver, pois a marca do Cordeiro de Deus está sobre a sua vida! Descanse! Creia! Confie! Não há nada que temer!

Deus lhe abençoe,

Renata Lima
Pedagoga. Líder do Ministério de Coreografia da Primeira Igreja Batista em Pirajá – Salvador/BA
renatalima@diantedotrono.com /