1 Comentário

A Parábola da Centopéia

Um dia, uma centopéia, quando estava para andar, examinou suas pernas para decidir-se qual iria mover primeiro. Deveria uma perna direita ou a esquerda mover-se primeiro? Seria a oitava ou a décima perna? A centopéia ficou ali parada tentando tomar uma decisão. O problema da mente tornou-se um problema da prática. Por fim, veio o sol. Sem pensar, a centopéia correu para ver o sol, sem considerar qual perna deveria mover primeiro. Ela esqueceu-se de como andar e simplesmente andou. Quando se foi o problema da mente, o problema da prática também desapareceu.

Quanto mais você tenta tratar com sua sequidão, depressão e frouxidão interior, mais você será incapaz de vencê-las. Essas coisas se tornaram um problema porque você faz delas um problema. Se você esquecê-las e deixá-las ir, elas desaparecerão.

Às vezes, vencemos um problema combatendo-o, outras vezes, simplesmente esquecendo-o. Muitas coisas podem ser vencidas pelo exercitar de sua força. Mas, outras vezes, simplesmente esquecendo-as, o problema é resolvido. Glorie-se nas suas fraquezas e abandone seus esforços e métodos, então o poder de Deus o alcançará.
Este é o segredo. Peça a Deus que lhe dê um vislumbre de Suas riquezas e da Sua glória através da leitura da Bíblia, da oração, da participação nas reuniões ou na comunhão com os irmãos. O encher interior vem pelo esquecer, e o esquecer pelo tocar no Senhor. Uma vez que toca o Senhor, você já não olha para si mesmo.

(Extraído do livro Biografia de Watchman Nee)