O surgimento da máscara não tem origem especifica, mas estas a princípio foram usadas em cerimônias religiosas de tribos primitivas. Depois, o caráter religioso foi abandonado e elas ficaram famosas quando começaram a ser utilizadas no teatro Greco-Romano, e anos mais tarde no famoso Carnaval de Veneza. No século XVIII as máscaras eram tão usadas nessa cidade que a polícia proibiu o uso delas, pois as mesmas dificultavam a identificação de criminosos que as utilizava na prática de seus crimes.
Ultimamente tenho percebido que estou vivendo num eterno baile de máscaras. Muitos se utilizam destas para se esconderem de algo, só que neste caso não é para diversão. Mas talvez eu NÃO esteja num baile, estou mesmo voltando aos tempos primitivos, quando os povos as usavam para adoração. Se estiver triste, usa a máscara da Alegria; em pecado, usa a da Santidade; se for traição, usa a máscara do Marido/Esposa perfeitos; se estiver vazio, usa a do Avivado; “sons” falsos, as de Amigo, e por ai vai! Uma vida de mentiras, de vida dupla, onde, às vezes, conseguimos enganar até os escolhidos, como diz a Bíblia.
Deparar-me com tantos ‘MASCARADOS’, principalmente no meu do ‘Arraial’, fez brotar em mim muitos sentimentos, emoções, sensações e a mais difícil das perguntas a ser respondida: “Por quê?”
Você acha que recebi respostas? NÃO! Por isso resolvi escrever este artigo. Eu como alguém que já usei algumas máscaras, mas graças a Deus foram jogadas fora, me lembrei de que o Onisciente, Aquele que sabe todas as coisas, ao contrário da polícia Veneziana, que tinha dificuldade para encontrar um delinquente atrás da máscara, vê, conhece e sabe todas as coisas, há de julgar cada um, segundo as suas atitudes; segundo as suas obras.
A Ele não se engana, pois o homem vê apenas a aparência, mas o Senhor, vê o profundo e oculto do coração. (1Sm 16.7)
Pense nisso!
Deus te abençoe!
::Renata Lima
Pedagoga, Líder do Ministério de Coreografia da Primeira Igreja Batista em Pirajá – Salvador/Bahia
renatalima5@bol.com.br/ http://ministeriodecoreografia.wordpress.com/www.oirena.wordpress.com
Colaboradora do portal Lagoinha.com