Nenhum Comentário

Boaz, um bom homem

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

A Bíblia não trás muitas informações sobre Boaz, mas ele era judeu, fazendeiro rico e influente, morador de Belém. Era proprietário de muitas terras, um homem  respeitado em seu tempo, pela integridade e por servir a Deus.

O significado do nome Boaz tem origem no hebraico e significa “rapidez”. Boaz pertencia à tribo de Judá.

Muitos homens na Bíblia ficaram conhecidos por serem grandes reis, guerreiros, legisladores, músicos e profetas. Mas Boaz foi diferente. Ele ficou conhecido por sua vida normal, mas exemplar. Isso nos ensina que uma vida discreta também pode ser extraordinária.

O livro de Rute, no capítulo 2, cita as qualidades de Boaz

• Era confiável e  decidido  (v. 15)

• Um benfeitor generoso  (v. 14)

• Um líder espiritual (v. 12)

• Elevado caráter moral (Rt 3.3-17)

• Um cavalheiro que mostrou respeito e cortesia com Rute e com os outros (vs. 8-9)

• Um empregador bondoso e cheio de consideração por seus empregados (v. 4)

• Um líder sensível que elogiou Rute com sinceridade (v. 12)

Essas qualidades chamaram a atenção de Rute. Ela reconheceu Boaz como sendo um bom homem.

O livro de Mike Murdock “Trinta e um segredos de uma mulher inesquecível”, que retrata a história de Rute, diz: “Você nunca encontrará pessoas boas em lugares ruins. Você nunca encontrará pessoas certas nos lugares errados. Você nunca encontrará pessoas puras em lugares impuros”.

Boaz e Rute se encontraram e, mais tarde, se casaram. O SENHOR permitiu que eles concebessem um filho, e lhe chamaram Obede. Esse é o pai de Jessé, pai de Davi.

Deus usou a fidelidade desse homem simples para cumprir Seus planos extraordinários. Que muitos “Boaz” se levantem em nossa geração!

Deus  abençoe você!

:: Suely Marques de Rezende [Colaboradora do Lagoinha.com]

Contato: suemrezende@gmail.com