Nenhum Comentário

Busque a comunhão com os irmãos

Devocional“Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união” (Salmos 133.1).

Existe um texto bíblico que fala sobre sentar-se para comer. No idioma português esse texto foi traduzido assim: “Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união” (Salmos 133.1). Mas, originalmente no idioma em que foi escrito, o hebraico, esse texto quer dizer: “Oh! Quão bom e agradável é que os irmãos sentem juntos para comer.” Naquela época, se sentar junto com uma pessoa para comer, era algo muito significativo. Isso porque aquelas pessoas não admitiam que qualquer um participasse com elas desse momento. Somente pessoas compatíveis, de boa moral, tidas como justas, de comportamento exemplar, reconhecidamente religiosas, se uniam para aquele momento. JESUS CRISTO quebrou esse protocolo ao se assentar com pecadores para comer, e foi duramente criticado. Ele abriu a oportunidade de pessoas se aproximarem DELE, partilharem do que ELE tinha a oferecer, e serem abençoadas pela vida DELE. E hoje? Como será que tenho vivido essa realidade? Acredito que uma simples atitude nessa situação revela um comportamento de inclusão ou de exclusão. Revela uma disposição de ser abençoador ou não. Pode até mesmo revelar um achismo de superioridade! Era isso o que demonstravam aqueles que criticaram a atitude de JESUS CRISTO. Eles se achavam mais do que os outros e, assim, não se misturavam.

O assentar à mesa para comer traz comunhão. Quando DEUS trouxe essa indicação da Sua vontade, ELE visualizava a alegria entre as pessoas, o crescimento dos relacionamentos, a ajuda mútua que se faz com o diálogo aberto ali, o compartilhar de vida, a possibilidade da manifestação do amor. E, ainda, dessa forma, se constrói algo importantíssimo aos olhos de DEUS: a união. Por isso o texto continua dizendo que, ali, DEUS libera a Sua bênção e a Sua unção. Quando eu abro essa oportunidade de me assentar com outros para comer, dando lugar a expressão do amor e da alegria, crescendo para a união, existe um derramar da bênção de DEUS. Agora, posso escolher se serei como JESUS, dando oportunidade ao relacionamento e a vida ou se serei como os religiosos que O criticaram, pois estavam fechados para a vontade de DEUS e a Sua bênção!

:: CHRISTIAN CLAYTON