Nenhum Comentário

Características de uma Igreja saudável

“Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito” (Colossenses 3.14).

Foto: pixabay.com

Foto: pixabay.com

“Livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus” (Hebreus 12:1b,2). Jesus Cristo, o Messias, é nosso foco, nosso alvo e nosso anseio. Nossos olhos devem estar fixos no Salvador, que deu a Sua vida por nós, para nos resgatar do pecado. Ele tem as palavras de vida eterna.

O Príncipe da Paz é o caminho e a verdade. Por meio Dele, recebemos restauração para viver como família de Deus. Como Noiva amada, que espera a volta de Jesus, precisamos nos manter fiéis à Sua Palavra, com joelhos no chão, pensamentos no alto, aguardando Cristo em amor e santidade. Isso é ser Igreja saudável! Essas são algumas características de uma Igreja que coloca Cristo no centro:

Ensina a Palavra de Deus

A Palavra de Deus tem poder para irradiar luz em nossas mentes, planos e caminhos e quebrar as nossas correntes com o pecado. Portanto, se não há mais escuridão, passamos a ter liberdade para decidir andar na direção correta. “A Tua Palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho” (Salmos 119.105). “Todos os dias, no templo e de casa em casa, não deixavam de ensinar e proclamar que Jesus é o Cristo” (Atos 5.42). Os ensinamentos do Mestre Jesus devem ser ministrados a todo o tempo nos corações dos cristãos para que seus corações sejam transformados e se tornem, dia após dia, mais parecidos com Ele.

Ora sem cessar

Paulo, na carta aos santos em Éfeso, aconselhou: “Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos” (Efésios 6.18) Jesus era um homem de oração. “Durante os Seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, Àquele que O podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da Sua reverente submissão” (Hebreus 5.7). Estamos aqui, como Igreja, para seguir os passos do Mestre.

v

Foto: pixabay.com

Mantem os pensamentos no alto

É preciso esvaziar-se de todo pecado, abrir mão do “eu” e de tudo que nos afasta de Deus. Como filhos do Pai Celestial, escolhidos para pertencer a Ele, devemos ser cheios de misericórdia, bondade, humildade, mansidão e paciência. O perdão deve encher nossos corações. A imoralidade sexual, impureza, idolatria, ódio, egoísmo, calúnias e as mentiras não podem mais fazer parte da nova vida com Cristo (Colossenses 3.5,8).

Vive em amor

“Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito” (Colossenses 3.14). Na Igreja saudável, o amor é elo entre os irmãos. Devemos ser reconhecidos pelo amor uns pelos outros. “Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros” (João 13.35). O amor é primordial e nunca (de forma alguma) pode faltar no Corpo de Cristo. “Nós amamos porque Ele nos amou primeiro. Se alguém afirmar: ‘Eu amo a Deus’, mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê” (1 João 4.19-20).

:: Raquel Carsi