Ore pela nação que tem sido influenciada pela Igreja de Cristo, mas que também enfrenta a influência negativa do modernismo

No próximo dia 28 de fevereiro, começa o nosso Congresso de Células. Assistir a esse ministério crescer em nossa igreja e em todo o Brasil é colher o fruto de um direcionamento que surgiu na década de 1960 na Coreia do Sul. O movimento celular nasceu com o pastor David (Paul) Yonggi Cho, que implantou em sua igreja “Full Gospel Church” (1500 membros na época) uma estratégia de evangelismo e reuniões nas casas dos membros, denominada Grupo Familiar. A estratégia deu tão certo que a igreja de David obteve um crescimento sem precedentes na História. Estima-se que hoje a igreja tenha mais de 1 milhão de membros e 500 missionários. Por causa disso, a igreja se tornou uma inspiração para milhares de igrejas ao redor do mundo.

A história do Cristianismo na Coreia do Sul começou em 1884. A Igreja enfrentou perseguições e passou por mudanças culturais até chegar a ser, atualmente, uma das igrejas mais importantes do mundo. Grande parte dos evangélicos na Ásia se concentra nas igrejas sul-coreanas. Segundo o livro Intercessão Mundial, existem aproximadamente 50.000 congregações protestantes no país e seis das dez maiores igrejas no mundo estão lá.

A sociedade sul-coreana tem sido impactada pelo trabalho evangelístico realizado inclusive na política, onde muitos governantes e empresários influentes são cristãos. E sua visão missionária é expressiva: são mais de 20 mil missionários em missões temporárias e permanentes pelo mundo.

A Igreja, porém, tem enfrentado o desafio de lutar contra os maus hábitos do consumismo e do materialismo, que têm atraído os sul-coreanos e abalado os fundamentos morais. As taxas de suicídio aumentaram consideravelmente, a “indústria do sexo” tem expandido principalmente na internet e a mídia tem se tornado sensacionalista, sem objeções da sociedade. Manter os jovens fervorosos na fé também tem sido outro desafio da Igreja.

Com a modernidade, novas crenças surgiram na sociedade. Existem aproximadamente 300 novas religiões – com base no Cristianismo e no Budismo – paralelas ao crescimento do número de mulçumanos e missões islâmicas no país (cerca de 40.000 pessoas).

Desafios de Oração

  •  Clame ao Senhor pela salvação dos sul-coreanos;
  • Ore pela sobrevivência dos fundamentos morais e pela influência maior da Igreja sobre a cultura e os hábitos;
  • Profetize unidade e avivamento das igrejas;
  • Repreenda o engano e ore para que a sociedade seja alcançada pelas boas novas do evangelho;
  • Abençoe os jovens e profetize sobre a juventude sul-coreana.

:: Stephanie Zanandrais