Nenhum Comentário

Corrupção: como combater?

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

No dia 15 de julho, a Juventude Lagoinha, por meio do ministério GAP – Grupo de Ação Política, realizou um bate-papo sobre corrupção. Na ocasião, os convidados expuseram o que é corrupção e mostraram que ela está inserida nas mais diversas esferas da sociedade, não só no poder público. Os convidados também apresentaram os quatro pilares para combatê-la, quais sejam: a educação, a cooperação, a prevenção e a repressão.

Destes, os dois primeiros são os mais importantes, dado que a prevenção e a repressão ocorrem como forma de mitigação de danos de uma sociedade já corrompida e corrupta. A educação tem por finalidade mudar a realidade em que vivemos, onde o “jeitinho brasileiro” já tomou conta. A cooperação, por sua vez, é o modo de mostrar que nós estamos atentos a tudo que acontece. Como, então, podemos ser agentes de combate à corrupção?

O primeiro passo é entendermos que qualquer tipo de vantagem que possamos obter em beneficio próprio, que não teríamos em situações normais, constitui uma forma de corrupção. Como está escrito em Eclesiastes 7.7b, “o suborno corrompe o coração”. Não podemos mudar nossa sociedade sem antes mudarmos a nós mesmos.

O segundo passo é não nos omitirmos diante de situações de vantagens indevidas, tanto no meio privado como no público. Como nos é orientado em Êxodo 23.8, “não aceite suborno, pois o suborno cega até os que têm discernimento e prejudica a causa do justo”. Não aceitar suborno está intimamente ligado a também não oferecê-lo. Isso também é corrupção!

Enquanto cidadãos, pagadores de impostos, nós temos o direito de saber para onde o dinheiro público é enviado e como é aplicado. Para isso, existem mecanismos de fiscalização e controle do orçamento público municipal, estadual e federal, aos quais todos nós temos acesso. Embora não seja possível monitorar todas as contas governamentais, não é difícil verificar se a verba do município destinada aos postos de saúde do seu bairro chegou lá ou se a verba destinada à alimentação da escola do seu filho foi usada para esse fim. Se cada um fizer um pouquinho, será mais fácil identificar onde podem estar ocorrendo desvios de dinheiro e denunciá-los.

GAPO GAP elaborou um manual que orienta como acessar as páginas de prestação de contas dos municípios, dos estados e da União, para verificar as informações que sejam do seu interesse. Lá também constam os locais onde você pode denunciar possíveis irregularidades. Acesse a página do Facebook do GAP e saiba mais.

Seja um agente de cooperação! Monitore como seu dinheiro tem sido aplicado pelos governos! Em uma sociedade atenta, vigilante e que denuncia irregularidades, as ações de desvio de dinheiro se tornam cada vez mais escassas.

:: Dayanna Fagundes [Grupo de Ação Política IBL]