Nenhum Comentário

Cristão e Política: por que se envolver na tomada de decisões politicas não é errado?

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

Muitas pessoas repudiam o envolvimento político por interpretar a passagem de 1 João 5.19, que diz que “o mundo jaz no maligno”, como sendo: tudo deste mundo é ruim, e não devemos nos contaminar. Como conseqüência desta interpretação e pelo fato da política nortear as ações das pessoas em sociedade, muitos consideram que a politica é a forma de governar de um mundo que esta sob o poder do maligno, e, sob essa ótica, envolver-se em ações politicas é se contaminar com as coisas deste mundo.

Por sua vez, não podemos deixar de considerar o que significa ser Igreja. A palavra traduzida como Igreja no novo testamento tem origem na palavra grega ekklesia. Etimologicamente, a palavra ekklesia é composta de dois radicais gregos: ek, que significa “para fora”, e klesia, que significa “chamados”. Assim, ekklesia pode ser interpretada como “chamados para fora”. No contexto da época, não significava, porém, ser “chamado para fora” deste mundo, mas ser chamado para influenciar este mundo. A ekklesia consistia numa assembleia de pessoas, em locais públicos e abertos, com o objetivo de tomar decisões sobre a polis (a cidade). Era uma instituição política, por natureza.

No Novo Testamento, onde a palavra ekklesia foi usada e interpretada como igreja, ela se referia tanto às reuniões de oração (Mt 18.15-17) quanto às reuniões para ensino da Palavra e tomada de decisão coletiva. As primeiras eram realizadas em casas e locais reservados, mas as reuniões para ensinar a Palavra e para tomada de decisão eram realizadas em assembleias, em locais abertos, para que todos pudessem ouvir e participar.

Como ser sal e luz?

A igreja não foi, portanto, chamada para se fechar em si mesma e aguardar a vinda de Cristo. A igreja foi chamada a sair para influenciar. A Palavra de Deus deve ser disponibilizada a todos abertamente. A igreja não foi chamada para se afastar deste mundo, mas para ir para o lado de fora, adentrar o mundo e, então, fazer a diferença.

Aplicando esta reflexão para a esfera política, a igreja não pode nem deve se omitir e se fechar em seus templos, apenas esperando a volta de Cristo, mas deve sair e influenciar as decisões tomadas, a fim que a luz de Deus brilhe neste mundo perdido. Decisões politicas são tomadas em assembleias com debates de pessoas com interesses diversos. Se a ekklesia de Cristo não estiver nestes espaços de influência, como poderá ser luz e sal para este mundo?

Decisões políticas são todas aquelas que influenciam as ações de grupos específicos ou mesmo de uma nação. Participar de reuniões de escolas, de trabalho, em sindicatos, ou mesmo atuar como representante político são todas ações políticas. O que for decidido nessas assembleias de pessoas influenciará diretamente as ações dos grupos nelas envolvidos.

Seja um agente de transformação! Esteja presente e atuante em todos os locais que você puder influenciar, para, assim, levar a luz de Deus. Estar neste mundo participando das decisões nele tomadas não é errado. Errado é se contaminar com os pecados deste mundo. Que possamos entender essa verdade e refletir a luz de Cristo onde quer que estejamos.

:: Dayanna Fagundes [Grupo de Ação Política – GAP]