Nenhum Comentário

Impossível

Leia: Atos 9:1-19

Jennifer nasceu e cresceu em Parati (RJ) na década de 70. Seus pais participaram de um movimento hippie de escritores, professores e artistas, que eles ajudaram a criar. Os avós de Jennifer eram missionários presbiterianos, mas o pai dela quem sabe, até por isso odiava o cristianismo. Ela escreveu que “ninguém acreditava em Deus na minha família era como se entre nós houvesse o acordo tácito de não crermos em Deus, em homenagem ao trauma da ´fria` infância cristã do meu pai”.

Ela foi ensinada a crer nos livros, na música e na natureza. Sempre que os amigos vinham visitá-los, todos cantavam antigas canções de raízes; fumavam e bebiam bastante; as vezes se drogavam; e eram bem liberais na área sexual. Com 12 anos, Jennifer bebia todos os dias. Sua professora preferida se converteu ao cristianismo e ela reagiu estudando e memorizando textos de ateus famosos na tentativa de provar que a professora estava errada. Tinha, na época, tendências ao alcoolismo e pensamentos suicidas. A conversão de Saulo, nos relatos de Atos dos Apóstolos, parecia algo impossível. Mas Cristo o alcançou e isso nos dá esperança de que qualquer um pode se tornar cristão, não importa o que tenha feito.

Pense:
A conversão de Saulo nos mostra que Deus pode salvar qualquer pessoa.

Ore:
Pai, transforma as pessoas que conhecemos e que vivem longe de ti, pelo poder do teu Espírito. Ajude-nos a ver todos os seres humanos, por pior que seja seu estado, como objetos do teu amor. Em nome de Jesus. Amém.

Cada Dia
www.cadadia.com.br