A pastora Ângela Valadão compartilha um pouco da revelação que Deus lhe deu durante a viagem para a terra prometida

Estive em Israel, juntamente a um grupo de pastores, líderes e gideões, no início do mês – em um curso na Universidade Hebraica com irmãos judeus messiânicos do JBI (Jerusalém Bible Intitute no Yad Hashmona). Foi um tempo muito precioso e de grande valia para entendermos os sinais relacionados a Israel e a volta de Jesus. A Palavra de Deus é muito clara sobre as coisas que acontecerão no final dos tempos, com relação à igreja, os judeus e a humanidade. Nos sermões de Jesus, há 2.000 anos (nos livros dos profetas Daniel, Isaías e Zacarias), Deus descreve, principalmente, sobre acontecimentos que serviriam para sinalizar os tempos e para conhecermos os planos de Deus – a respeito do juízo que viria sobre a humanidade por causa do pecado, e a recompensa dos que buscam ao Senhor e o amam. Quando o profeta Daniel buscou ao Senhor, em oração, ele indagou sobre a história de seu povo, sobre os acontecimentos futuros. Deus, então, lhe enviou sua resposta por meio de visões, dando-lhe entendimento quanto aos impérios que se sucederiam na história da humanidade e como seriam os tempos finais. Ele lhe falou sobre 70 semanas – em que cada dia equivale a um ano, que estão determinadas sobre Israel (Dn 9.24).

Exatamente o capítulo 9 de Daniel, traz uma luz tão forte sobre a história do povo de Deus! Coloca a vinda do Messias há 2.000 anos, profecia que não foi compreendida e crida pelos conhecedores das Escrituras no tempo de Jesus. Entretanto, eles esperavam o Messias, o Ungido de Deus, naquela época, pois foram perguntar a João Batista se ele porventura seria o Cristo. João Batista respondeu prontamente: “Eu não sou o Cristo. Sou a voz do que clama no deserto. Mas após mim virá aquele, que não sou digno de desatar-lhe as correias das sandálias. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.” João apontou Jesus como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Cristo veio. Ele deixou sua luz brilhar, resplandesceu e cumpriu tudo o que estava escrito a seu respeito, mas eles não o receberam. Não o reconheceram, pelo contrário, o rejeitaram, conforme a própria Bíblia registrou profeticamente. Em uma aula com judeus intelectuais da Universidade Hebraica, foi falado sobre a importância do livro de Daniel, que marca a data do aparecimento do Messias. O livro fala da ressurreição dos mortos e sobre a era do porvir. Esse foi o último livro do Antigo Testamento a ser reconhecido como canônico pelos judeus – e para eles, judeus ortodoxos, é muito difícil lê-lo e não questionar sobre o Messias e sua geração. A interpretação da Bíblia pela própria Bíblia – feita pelos cristãos – trouxe uma reação dos judeus. Desde a diáspora – tempo em que foram espalhados por todas as nações da terra, e a destruição do templo, os judeus começaram a ouvir a palavra explicativa de seus rabinos renomados sobre as Escrituras. E colocaram os seus escritos no mesmo pé de igualdade que a Bíblia. Surgiu o Talmude (leis judaicas pós-Bíblia). Esse posicionamento os afastou cada vez mais da verdade simples e pura das Escrituras. Muitas lendas surgiram e embaçaram os olhos do povo.

Temos, hoje, uma responsabilidade muito grande, precisamos orar pela salvação do povo judeu, para que vejam com clareza a verdade da Palavra de Deus que aponta Jesus de Nazaré, o doce Rabi da Galileia, como o Messias prometido. Vemos que tudo o que acontece hoje, e o que irá acontecer no futuro, já foi profetizado na Bíblia. Deus não nos deixou ignorantes com relação às coisas futuras, pelo contrário, Ele nos deu todas as “pistas” para que pudéssemos nos situar em cada geração. Temos a convicção de que estamos vivendo o último capítulo da história da Igreja – somos a geração do fim. Podemos perceber a movimentação dos céus ultimando os preparativos para o maior e mais espetacular acontecimento da Terra: a vinda de Jesus.

Maranatha!

 :: Ângela Valadão - Líder do Gideões 24h Diante do Senhor

PARTICIPE DA ESCOLADOS GIDEÕES E DO CURSO DE APROFUNDAMENTO BÍBLICO

Você precisa participar da Escola dos Gideões, para aprender mais sobre Oração, Adoração e Pregação da Palavra para intercessores e adoradores! Os gideões estão convocados e você está convidado a receber ensino nessas áreas tão importantes para o desenvolvimento da fé e cumprimento do seu chamado ministerial. Confira alguns temas que você aprenderá durante as aulas: Intercessão, Atos Proféticos, Unção com Óleo, Batalha Espiritual (luta contra a carne, o mundo e as forças do mal), Caráter do Intercessor, A Verdadeira adoração, Os atributos de Deus, Tabernáculo, Fundamentos da fé Cristã, Hermenêutica Bíblica, Bibliologia, Missões, História da Igreja, Panorama Bíblico, e muito mais. Prepare-se também para o Curso de Aprofundamento Bíblico, que será um momento de reciclagem para todos os gideões que já fizeram a Escola. Aulas sobre Escatologia: O Princípio das Dores, Israel o Relógio de Deus, O Arrebatamento da Igreja, A Tribulação e a Grande Tribulação, Armagedon, O Julgamento das Nações, O Tribunal de Cristo, As Bodas do Cordeiro, O Milênio, A Nova Jerusalém, Novos Céus e Nova Terra, Israel e a Volta de Jesus, com aprofundamento nas matérias da Escola dos Gideões. Você não pode perder! O curso foi preparado com carinho pelos professores do Ministério 24 Horas Diante do Senhor especialmente para você, que leva a sério o seu chamado!

Não perca tempo! Faça logo sua inscrição!

Escola dos Gideões
Início: 3 de maio. Término: Novembro.
Dia: todas as quintas-feiras
Horário: 19h30 às 22h
Local: Colégio Cristão (Unidade II)

Curso de aprofundamento bíblico
Início: 3 de maio
Dia: todas as quintas-feiras
Horário: 19h30 às 22
Local: Salão Ágape