5 Comentários

Japão sob constante tensão

Ore pela nação que além dos desafios contra efeitos da natureza, enfrenta o medo de um ataque nuclear

Japa

A crise da Coreia do Norte com os Estados Unidos (EUA), Coreia do Sul, Japão e Rússia – que começou no ano passado – tem aumentado em largas proporções. A causa dos conflitos foi um lançamento por parte do regime comunista, da Coreia do Norte, de um foguete de longo alcance, que segundo o governo enviou um satélite para a órbita. Os países que condenaram a atividade alegaram que o lançamento fazia parte de testes balísticos para um suposto ataque nuclear. A Coreia do Norte, desde então, reage às alegações e as sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) com constantes ameaças de guerra nuclear.

Diretamente envolvido nessa tensão, o Japão levou para as ruas duas baterias de mísseis, instalou sistemas para detectar e interceptar mísseis norte-coreanos e ativou estado de alerta para derrubar o satélite – caso ameace cair em território japonês. O trajeto do foguete lançado em dezembro de 2012 passou pela ilha de Okinawa, uma província ao Sul do Japão.

Conhecido como “Terra do Sol Nascente”, o país está localizado no extremo leste da Ásia, onde enfrenta desafios constantes com a natureza como terremotos, vulcões e pequena quantidade de terra arável. Em março de 2011, o país foi devastado pela fúria de um tsunami provocado por um terremoto de magnitude 9, que atingiu a costa leste com ondas de 29 metros. Estima-se que cerca de 20 mil pessoas tenham morrido. O terror e o alerta contra as ameaças nucleares da Coreia do Norte não se deve somente pela precaução. Foi também em 2011 que o Japão viveu a pior crise nuclear de sua história. O tsunami chegou à Usina Nuclear de Fukushima (província próxima a Tóquio) provocando explosões e o rompimento dos cilindros em que fica o material radioativo.

Em pouco mais de um ano, o país já estava, em grande parte, reconstruído. Os japoneses se destacam pela competência e agilidade em suas atividades. Mas, ao mesmo tempo, a sociedade japonesa é a que tem o maior índice de suicídio pelo alto nível de exigência e autocobrança, além da pressão do mercado de trabalho e ritmo acelerado do dia a dia. Isso influencia também na religião. Existe muita dificuldade para obter dados precisos sobre a crença dos japoneses. A estimativa é de que 56,1% da população seguem o budismo, 25,9% novas religiões e o cristianismo é seguido por 2,3% da população.

O país tem visto a moral ficar de lado no cotidiano de sua população. Os próprios líderes do governo chamaram o seu país de “superpotência sem uma bússola moral”. Os jovens lutam contra desafios como fobia e ansiedade social, epidemia de suicídio, bullying e prostituição entre os adolescentes. Altas taxas de suicídio em outras faixas etárias e divórcio também refletem esse desafio. A igreja japonesa enfrenta desafios como a idolatria em templos e cultos de ancestrais, e contra a potestade que age no modernismo entre os “não religiosos”. Os cristãos japoneses são pressionados pela sociedade e familiares que exercem práticas satanistas. Além disso, muitos cristãos não conhecem bem o Evangelho ou negam a batalha espiritual que existe no Japão.

Desafios de Oração

  • Ore pela paz entre Coreia do Norte e o Japão;
  • Clame pela salvação da sociedade japonesa;
  • Profetize a dependência de Deus e a santidade entre os jovens;
  • Ore pelo fim das catástrofes naturais e pela reconstrução total das cidades.

:: Stephanie Zanandrais 

Fonte: G1 e Intercessão Mundial