5 Comentários

Missionária relata experiência entre os ribeirinhos do Amazonas

Jussiana Vieira é missionária da Lagoinha e, durante 13 dias, anunciou as boas-novas do Reino à população ribeirinha do Amazonas. Confira o relato desse experiência:

Foto: reprodução/Atos Hoje

Foto: reprodução/Atos Hoje

Em janeiro deste ano, entre os dias 16 e 29, um grupo de 28 irmãos (vindos de Belo Horizonte, São Paulo, Acre e Amazonas) viajou para Manaus, com a missão de anunciar o Evangelho nas comunidades ribeirinhas do Amazonas, no alto Rio Manacapuru. Nesse local, há uma base missionária chamada Asas do Socorro, onde recebemos um treinamento antes de iniciarmos os trabalhos evangelísticos com a população. Realizamos atendimentos médicos e odontológicos, palestras sobre higiene e saúde e também organizamos evangelismos e atividades com as crianças.

Nosso principal meio de transporte era o barco, afinal, a única maneira de chegarmos aos ribeirinhos. Recordo-me de uma viagem que durou 24 horas. Nosso destino era a Comunidade de Cachoeira, onde passaríamos o dia prestando atendimentos e compartilhando a Palavra de Deus. No período da noite, participamos da celebração de um culto da igreja local. Pudemos transmitir aos irmãos palavras de incentivo, para que prossigam na fé, servindo a Cristo. Dois dias depois, estávamos em Dominguinho, maior comunidade da região e de tradição católica, onde há uma base missionária liderada pelo casal Gisa e Maguinho, acompanhados por um jovem morador local e convertido a Cristo. No período da noite, celebramos na praça da comunidade um grande culto a Deus, no qual uma jovem se rendeu ao Senhor.

Seguimos para Bararuá, onde também há uma base missionária e uma igreja local. Após as atividades do dia, nos reunimos no templo com os irmãos da igreja e os encorajamos a prosseguirem sendo fortes no Senhor. Após abençoar nossos irmãos em Bararuá, partimos para São Sebastião. Esse lugar é especial, pois há cerca de um ano, um senhor chamado Carlos entregou a sua vida a Cristo e começou a frequentar os cultos em Bararuá, sendo batizado nas águas uns meses depois. A sua conversão desagradou seus familiares, que o expulsaram de casa por um longo período. Além disso, a equipe missionária da igreja foi proibida de se aproximar da comunidade.

Entretanto, esse quadro foi transformado, pois eles permitiram a entrada da nossa equipe e de outros missionários locais. Passamos o dia na comunidade de São Sebastião, prestando atendimentos, mas, principalmente, semeando a Palavra de Deus a todos os moradores e, em especial, à família do irmão Carlos. Pela primeira vez celebrou-se na comunidade um culto que teve a presença do coordenador da Sede Comunitária, da liderança da igreja católica local e de todos os moradores. A Palavra foi compartilhada por José Raimundo, líder da igreja em Bararuá.

Nas comunidades de Patoá e Passarinho, realizamos o primeiro culto ao Senhor. Partindo de Passarinho chegamos a Jacarezinho, última parada da viagem, onde há uma base missionária e também a Igreja Batista Tua Visão, com a liderança local de Mica e Edite. Jacarezinho é uma comunidade transformada pelo poder do Evangelho e que agora tem o desafio de crescer na fé e compartilhar a Palavra do Senhor às comunidades vizinhas: Jacitara, Santa Maria e Nova Esperança.

Após as atividades do dia, finalizamos com um culto de ação de gra-ças ao Senhor, pelo privilégio de conhecê-lo e fazer parte dos planos Dele. Chegamos ao final da viagem missionária com 294 atendimentos médicos, 298 procedimentos odontológicos, mais de 250 participantes nas palestras, dezenas de crianças, que brincaram e ouviram a Palavra de Deus, inúmeras famílias visitadas, cultos realizados em todas as comunidades e, principalmente, com a semente lançada em centenas de corações por meio de pessoas que ousaram ouvir e obedecer a voz de Deus, irmãos que disseram sim à vontade do Pai. A partir dessa experiência, quero encorajar você, que lê este relato, a buscar a Deus e fazer da Palavra Dele o seu estilo de vida. Seja um testemunho vivo do Senhor e, nas oportunidades que surgirem em sua vida, lance a semente, pregue o Evangelho, não somente no período de férias, mas em todos os dias da sua existência. Que possamos viver para a glória do Senhor e anunciá-lo até que Ele venha!

:: Jussiana Vieira Dourado