Texto: Lucas 16.1-13

No texto de Lucas 16.1-13, encontramos o mordomo que não soube administrar os bens de seu senhor, por isso foi despedido de seu serviço. Hoje quase não escutamos mais as pessoas falarem em serem bons mordomos, mas neste estudo iremos aprender que isso é um principio que Deus deixou para que seguíssemos. Nós somos mordomos (Sl 8.3-9), a nossa vida é templo do Espírito Santo e tudo que temos é de Deus e vem Dele (Sl 24.1), por isso temos que ser bons mordomos. Vamos então ver alguns passos de um bom mordomo:

Um bom mordomo é cuidadoso com aquilo que tem

1º) Ter controle sobre aquilo que tem: Um bom mordomo não esbanja seus bens. Ele não ganha dinheiro e sai gastando com tudo o que quer ou deseja, mas sim com o que precisa.

2º) Cuida dos seus pertences: Um bom mordomo zela por aquilo que tem. Ele zela pelo quarto, casa, estudo, material de estudo, roupas, tênis, celular. Por tudo, pois tem a consciência que foi Deus que lhe deu condições de tê-los.

Um bom mordomo é honesto (conveniente) (Lc 16.10-12)

1º) Sabe valorizar as coisas (Lc 16.10-11): Um bom mordomo valoriza aquilo que é pequeno assim como valoriza o que é grande.  Ele sabe que todas as coisas têm valor, porém não mais que o próprio Senhor.

2º) Sabe valorizar o que é dos outros (Lc 16.12): O mordomo da história não soube valorizar os bens de seu senhor, foi um mal administrador, não deu valor aquilo que não era dele. Busca cuidar bem das coisas que não são suas.

Um bom mordomo serve a Deus e não ao dinheiro (Lc 16.13)

1º) Reconhece que aquilo que possui vem de Deus (Ag 2.8): Um bom mordomo sabe que tudo que possui foi Deus quem deu. Ele não ama o dinheiro e seus bens, ao contrário, ama o Senhor que é quem dá.

2º) Reconhece que o dinheiro que possui é para honrar a Deus (Pv 3.9 / Mt 6.19-21): Ele procura honrar a Deus com o que tem, ajudando ao próximo (Mt 25.31-40), servindo na igreja, sendo exemplo onde quer que esteja.

Conclusão

Ser um bom mordomo não é fácil, porem não é impossível. Deus é quem nos dá tudo, cabe a nós cuidar e saber como usar com ordem e decência. Ele não deixara que nada nos falte, apesar dos momentos difíceis que às vezes vem, Ele é quem cuida de nós (Mt 6.25-34).

Bruno Bacelar

Pastor da Rede de Adolescentes da Igreja Batista da Lagoinha

Mais informações, acesse: nopapocabeca.blogspot.com