Nenhum Comentário

O incrível poder da voz

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

A nossa forma de falar faz toda diferença. O ritmo da nossa fala, o timbre, o tom e o volume da nossa voz são sinais vocais que produzem diferentes reações durante a comunicação. Isso é tão importante que pesquisas demonstram que numa conversa frente a frente, essas características são responsáveis por mais de um terço do significado da mensagem. Ao telefone, esse percentual aumenta ainda mais.

Muitas vezes essas características são influenciadas pelas circunstâncias, mas somos capazes de alterá-las e devemos fazer isso. Se você falar rápido, por exemplo, as pessoas podem achar que você está nervoso ou com pressa. A mensagem pode ser interpretada de duas formas: “Não tenho certeza do que faço” ou “não tenho tempo para você”! Em contrapartida, se você fala devagar as pessoas podem imaginar que pensa devagar ou, ainda pior, que está pronunciando cada palavra com cuidado por se considerar superior. Olhe o tamanho do desastre!

O timbre de nossa voz também conta. Uma voz muito aguda nos associa diretamente à imaturidade. A voz muito grave nos faz sermos vistos como ríspidos. A voz fala tanto de nós que normalmente associamos características vocais a qualidades pessoais. Uma voz de timbre vigoroso demonstra forma de caráter. Uma voz firme e ressonante sugere uma personalidade madura e consistente.

Devemos ajustar o volume de nossa voz conforme a situação em que estamos. Ao conversar reservadamente como uma pessoa, fale baixo. Se estiver em uma sala grande, aumente o volume, por exemplo.

Os sinais dados pela sua voz podem impregnar negativamente e comprometer seu trabalho. Mas a boa notícia que temos que dar é que é possível mudar isso. Em primeiro lugar, é necessário usar um tom moderado de voz, que seja adaptado às situações. Moderado não significa nem alto demais, nem baixo demais, nem rápido demais, nem devagar demais. Significa um tom equilibrado, calmo e controlado!

Outro ponto importante é alternar a velocidade, o volume e o tom de forma apropriada. Modular a voz para expressar os sentimentos por trás das palavras. Temos que evitar a monotonia.

Ser dinâmico é importante para que o interlocutor preste mais atenção às suas palavras. A voz tem um poder incrível. Nós temos um grande potencial que ainda nem começamos a explorar. E, infelizmente, poucas pessoas conseguem expandir suas qualidades e habilidades vocais!

:: FERNANDO BORJA [GERAÇÃO DE JOSÉ]