1 Comentário

O que o seu filho está lendo?

O progresso na produção literária tem aumentado gradativamente nos últimos anos. Para os adeptos da boa leitura isso é ótimo, pois a tecnologia e os investimentos utilizados nos novos processos de impressão, têm melhorado e muito a qualidade técnica das revistas, jornais, livros e publicações diversas, atraindo vários e novos leitores. Sem contar que o acréscimo nas tiragens provocou um barateamento das publicações e com isso o acesso da população aos impressos ficou bem maior.

Mas como tudo na vida tem o seu lado bom e mau, com a literatura não é diferente. Nem tudo que se oferece ao público é de boa qualidade, ou seja, qualidade moral, intelectual e cultural. Existem as famosas revistas que apelam para a satisfação incontrolada do maior instinto humano, o impulso ao sexo. As revistas pornográficas além de causar um grande consumismo seduzem principalmente o público mais jovem, que se não vigiar acabará caindo no erotismo pecaminoso. É um convite ao que Paulo diz na carta de Gálatas 5: 16 sobre “As obras da carne e o fruto do Espírito”. Essas publicações incentivam a prostituição, lascívia e impureza.

Outro tipo de literatura que está em evidência é a das revistas que abordam temas como: Dicas para não vacilar na primeira vez, como trair sem ser descoberto, como contar aos pais que está transando com o namorado (a)… E por aí vai.

Os pais devem ficar em alerta para o tipo de publicação que os filhos estão absorvendo. O alimento adquirido agora pode trazer sérias complicações no futuro em todas as áreas da vida do jovem. As indicações de revistas, livros e literaturas que possam ajudá-lo culturalmente e espiritualmente são de suma importância. Em Mateus 6: 22,23, diz: “A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz; se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes são tais trevas!” Os nossos olhos precisam contemplar o que há de melhor em nossas literaturas.

O espelho dos filhos são os pais. Atos, palavras, gestos e atitudes são apreendidos e copiados pelos filhos até mesmo sem que os pais tomem consciência disso. É imprescindível que o ensinamento baseado na Palavra de Deus, o diálogo constante, explicações, ouvir dúvidas e o bom exemplo da família andem juntos dentro de um lar cristão. Quando os pais não assumem os seus filhos, não faltará na rua quem esteja pronto a fazer isto. Os filhos são a herança do Senhor (Salmos 127:3) e investir neles é entesourar nos céus riquezas para fazê-los prósperos e felizes.

“Ensina a criança no caminho que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” Provérbios 22:6

:: Por Ana Paula Costa