Nenhum Comentário

O trabalho “secular” também deve ser “sagrado”

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

Ainda nos dias de hoje, muitos cristãos têm a ideia de que alguém só pode servir a Deus dentro da igreja. São pessoas que levam à risca a separação entre o que enxerga como trabalho “secular” e como trabalho “sagrado”. Contudo, a Palavra nos diz que devemos fazer tudo para a glória de Deus (1 Coríntios 10.31).

É claro que é necessário ter bom senso, pois, no trabalho, temos tarefas a cumprir e não podemos negligenciar essa responsabilidade usando o Evangelho como desculpa – pelo contrário. “Escravos, obedeçam em tudo a seus senhores terrenos, não somente para agradar os homens quando eles estão observando, mas com sinceridade de coração, pelo fato de vocês temerem ao Senhor. Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo” (Colossenses 3.22-24).

Nesse contexto, o apóstolo Paulo fala aos escravos, contudo, a mensagem se adequa perfeitamente a nós. O cristão deve ser excelente em tudo que faz, porque deve fazer todas as coisas para Jesus. Além disso, o nosso comportamento e as ações dão testemunho acerca Daquele a quem servimos. Portanto não podemos nos despir da “roupagem” de cristão a depender do local em que estamos.

Partindo desse ponto de vista, cai por terra o argumento de que trabalho existe apenas para ganhar dinheiro. Afinal, “ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro” (Mateus 6.24). Portanto, seja no trabalho “secular” ou na igreja, atue convicto de que o seu coração está limpo e inteiramente conectado ao Senhor.

Muitos serão os “enviados” por Deus a empresas e instituições com a finalidade de fazer chegar a mensagem de Cristo a homens que nunca a ouviriam primeiramente dentro de uma congregação. Entenda: Deus nos muniu de dons e talentos e designou planos diferentes para cada um de nós, porém todos foram convocados para a Grande Comissão. “Vão pelo mundo TODO e preguem o Evangelho a TODAS as pessoas” (Marcos 16.15).

O Senhor é multiforme e não está limitado a ministérios desempenhados dentro de congregações para que o Evangelho se espalhe. “Cada um exerça o dom que recebeu para servir aos outros, administrando fielmente a graça de Deus em suas múltiplas formas. Se alguém fala, faça-o como quem transmite a palavra de Deus. Se alguém serve, faça-o com a força que Deus provê, de forma que em todas as coisas Deus seja glorificado mediante Jesus Cristo” (1 Pedro 4.10,11a).

O ambiente corporativo carece de pessoas excelentes no que fazem e que, ao mesmo tempo, possuem corações rendidos ao Senhor e dispostos a semear a semente do Evangelho nesses locais aonde a igreja não consegue chegar. Não negligencie a missão que Deus confiou a você. Seja luz também para os seus colegas de trabalho.

:: THAIS OLIVEIRA