Nenhum Comentário

Onde está seu coração?

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

Vivemos em um mundo capitalista, em que o “ter” sobressai-se ao “ser”. Por isso precisamos estar atentos quanto à influência que este mundo pode exercer sobre nós. Não devemos e nem temos que possuir alguma coisa para sermos aceitos pelos homens, pois nossa identidade, enquanto filhos de Deus, nos confere dignidade e valor. E essa dignidade e valor não estão pautados no que temos, no que fazemos, isto é, em nossa performance, mas no que somos em Cristo. Nem mesmo nosso passado ou origem naturais podem revogar esse fato. O que conta na verdade é o que somos depois de Cristo, e não antes, ainda que Ele não ignore o que vivemos ou somos até então. Mas agora, em Cristo, temos uma nova vida. Nossa identidade é a de realeza, pois somos filhos do Rei, Jesus. É como sempre digo: você é o que a Bíblia diz que você é; você tem o que a Bíblia diz que você tem; e você pode o que a Bíblia diz que você pode. Basta ler a Bíblia, a Palavra de Deus, e meditar nela para que certamente você seja livre das amarras que o dinheiro ou outras coisas possam trazer.

Existe um padrão de valores que o crente no Senhor Jesus precisa compreender para não dar muita cabeçada na vida. Há pessoas que estão tendo dificuldades para caminhar com o Senhor, para serem livres no Senhor, por causa das finanças. Pessoas que estão tendo a vida embaraçada, embaralhada, amarrada, presa, por causa da questão financeira. É interessante o quanto a Bíblia fala acerca do dinheiro. Mais até que do próprio inferno. E, acerca do dinheiro, a Bíblia diz que o amor a ele é a raiz, a fonte, de todos os males. Não o dinheiro em si, mas o amor, o apego a ele. Quantos casamentos desfeitos! Quantas vidas presas! Quanta vergonha na política! Tudo por causa do amor ao dinheiro.

O sábio Salomão diz acerca desse tema. Veja Provérbios 3, verso 7: “Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal; será isto saúde para o teu corpo e refrigério, para os teus ossos. Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares”. Agora veja também o capítulo 4, verso 7: “O princípio da sabedoria é: adquire a sabedoria; sim, com tudo que possuis adquire o entendimento”.

“Não sejas seja sábio aos teus próprios olhos, teme ao Senhor e aparta-te do mal.” É o que Salomão diz. Veja agora o que o próprio Jesus fala acerca do dinheiro, das posses, dos bens: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam, mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o vosso coração” (Mateus 6.19-21). Talvez você esteja dizendo: “Pastor, isso não é para mim, porque eu não tenho nenhum tesouro para esconder. Eu não tenho dinheiro nem para fazer uma poupançazinha”. Mas não é uma questão da quantidade. O Senhor está falando sobre o coração. Examine-se e observe qual posição o dinheiro ocupa em sua vida. Lembre-se: onde está nossa maior riqueza, ali está também o nosso coração.

:: Pr. Márcio Valadão

Converse sobre esse tema com o pastor Eduardo Queiroz: (31) 99612-9099.