Nenhum Comentário

O sacrifício

Foto: Comunicação Lagoinha

Foto: Comunicação Lagoinha

Cremos que neste ano viveremos experiências e realidades que ainda não experimentamos. Muitas páginas em branco serão preenchidas. A cada dia Deus tem algo novo para nós, por isso a expectativa deve arder dentro do nosso coração, Ele vai Se revelar a nós. A eternidade nos fala sobre essa revelação contínua de Deus, pois a cada momento o Senhor tem novidade para Seus filhos amados. Na passagem de Marcos 14, do versículo 1 adiante, lemos sobre como seria a prisão de Jesus após a festa da páscoa. Entendemos que o sangue do cordeiro sacrificado representou a salvação daquele povo, assim como o sangue de Jesus derramado na cruz representa o sacrifício que Ele fez por nós e, por isso, somos mais que vencedores, libertos do pecado,e nada nos separará do amor Dele. A partir desse acontecimento, passamos a viver em novidade de vida.

Em Marcos 14.3, as pessoas condenavam a mulher que derramou o perfume sobre Jesus, mas Ele os exorta e diz que ela fizera uma boa ação para com Ele. A partir desse versículo, vemos que todo o nosso sacrifício deve ser para Jesus. O ato daquela mulher fazia sentido para Jesus, assim temos que agir nos dias de hoje. Quando ofertamos, dizimamos e entregamos a Ele, não importa o que as pessoas dizem, o que importa é o seu sacrifício para Ele. Aquela mulher entendeu o princípio do sacrifício, ela preparou Jesus para o sepultamento.

Sacrifício é preparo. Quando preparamos nosso coração para algo, recebemos a vitória. Jesus não fala muito de deleite, da mesa, mas pede para que, por onde for pregado o evangelho, seja falado sobre o sacrifício Dele na cruz. Nascemos para uma vida de sacrifício, mas precisamos enxergar isso como uma oportunidade. Temos a oportunidade de viver para Ele, de entregar nossas famílias nas mãos Dele, de derramar nossos sonhos diante do Pai. Quando nos sacrificamos, não para agradar o outro, mas somente a Deus, o sacrifício faz sentido. Todo o nosso sacrifício será lembrado na eternidade. Talvez, aos olhos humanos, não vejamos valer a pena uma vida de sacrifício, mas na eternidade fará sentido.

João 12 nos mostra que o sacrifício faz sentido também quando temos experiência, ou seja, uma pessoa só consegue viver com Deus quando ela experimenta a intimidade com Ele. Maria, após ver seu irmão Lázaro ser ressuscitado, também derrama sobre os pés de Jesus um frasco de nardo puro. Ela é criticada pelos demais por julgarem que ela desperdiçava um perfume caro, e mais uma vez a Bíblia mostra que o sacrifício que ela fez a Deus foi regozijo para ela. Ela conhecia o poder de Deus por meio da intimidade que tinha com Ele. Por isso, temos que entender que o sacrifício é fruto da experiência com Deus.

Entenda que sacrifício é uma intimidade tal que sobrepõe o julgamento das pessoas e da própria mente. Quando você vive isso, experimenta o extraordinário de Deus e passa a ter prazer no sacrifício. Experimente isso!

:: Pr. André Valadão