Nenhum Comentário

Seja humilde como Cristo

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

Nos dias atuais, o orgulho e a independência são enfatizados. Mas, no Reino de Deus, a humildade é uma virtude. Ser humilde é reconhecer a sua total dependência do Criador. Ser humilde é caminhar confiando plenamente em Deus, em vez de apegar-se às suas habilidades, posição ou dinheiro. Ser humilde é admitir as fraquezas, confessar os pecados e achegar-se ao Pai eterno com sinceridade. Ser humilde é assumir que necessita andar na companhia e liderança de Jesus Cristo, nosso Salvador, submetendo-se à Sua vontade.

Diante do Criador, cuja sabedoria e obras são incalculáveis, você se inclina. Diante da infinita grandeza, santidade, pureza e perfeição do Pai eterno, você se curva e reconhece que é pó e cinza. Foi o que disse o patriarca Abraão, em Gênesis 18.27: “Mas Abraão tornou a falar: ‘Sei que já fui muito ousado a ponto de falar ao Senhor, eu que não passo de pó e cinza'”. Foi o que falou Isaías, ao ver o Senhor assentado no trono: “Então gritei: Ai de mim! Estou perdido! Pois sou um homem de lábios impuros e vivo no meio de um povo de lábios impuros; e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos!” (Isaías 6.5).

Ao analisar as Escrituras, vemos que Cristo teve uma vida em humildade. Ele é nosso exemplo perfeito ao deixar a Sua glória para viver como homem e cumprir os planos do Pai. Jesus foi açoitado, humilhado, ouviu zombarias, foi coroado com espinhos e expôs Sua nudez. Com um amor imensurável, recebeu a crucificação no lugar dos pecadores. O Criador, cheio de glória, foi pregado na cruz no nosso lugar. O cristão precisa humilhar-se e assumir as menores posições por amor ao próximo, assim como Jesus fez. “Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-Se a Si mesmo, vindo a ser servo, tornando-Se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-Se a Si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!” (Filipenses 2.5-8).

Jesus serviu, em humildade, os homens. Um das obras praticadas por Ele que demonstra essa virtude está em João 13.4-5: “Assim, levantou-Se da mesa, tirou Sua capa e colocou uma toalha em volta da cintura. Depois disso, derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos Seus discípulos, enxugando-os com a toalha que estava em Sua cintura”. Uma das razões de Cristo ao realizar essa tarefa foi ensinar aos discípulos que deviam servir ao próximo, independentemente da posição. Pois Ele, mesmo sendo Mestre, lavou os pés de Seus seguidores. Jesus veio para servir e não para ser servido, a fim de resgatar a humanidade.

:: Raquel Carsi