Nenhum Comentário

Silêncio necessário

Leia: Amós 5.1-20

Vivemos em um tempo de intensas indagações, de turbilhões de idéias e ideais, em que todos querem atrair nossa atenção, muitas vezes arrebatando-nos do caminho do Senhor. Muitos querem falar e poucos param para refletir. Que razões, então, teríamos para silenciar? Deus nos deu inteligência e discernimento para pensar em nossas ações pessoais, pesar nossos valores de vida, decidir o que fazer. Por isso é preciso parar, pensar, refletir, contemplar, orar. Somente quando nos calamos, que podemos avaliar o que dissemos e fizemos. Pensar no que foi feito para poder retomar o caminho certo. Pensar, olhando para dentro de nós mesmos.

Quem somos? Para onde iremos? O silêncio nos fará defrontar com a realidade de nossa existência. É uma abertura sincera e ampla para a ação do Espírito Santo que habita nosso interior e poderá nos aconselhar. Estamos tão acostumados a falar que desaprendemos a ouvir. Orar é também ouvir o que diz a Palavra, o que diz o Espírito. Nosso Deus não é de alarido, nem de confusão. Pare um pouco. Faça silêncio. Deixe Deus falar com você. É preciso saber avaliar a vida, antes que seja tarde demais!

Pense:
O verdadeiro silêncio não é uma atitude de quem não tem nada a dizer; mas de quem precisa ouvir.

Ore:
Pai! Quero me calar para ouvir tua voz; quero ouvir tua voz para avaliar minhas ações, saber dos meus pecados e confessá-los a ti; quero ouvir tua voz e saber o caminho a seguir. Em nome de Jesus. Amém!

Cada Dia
www.cadadia.com.br