9 Comentários

Só quem tem olhos na eternidade

Que o amor voluntário por Jesus, e que a visão da eternidade cresçam em nós e venham reger nosso estilo de vida e decisões.

rendido“Então Jesus disse aos seus discípulos: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue- se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a sua vida por minha causa, a encontrará. Pois, que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderá dar em troca de sua alma? Pois o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos, e então recompensará a cada um de acordo com o que tenha feito” (Mateus 16.24-27).

As renúncias que precisamos fazer por Jesus nesta pequena vida, não se comparam à recompensa eterna que teremos nele quando ele vier para buscar a Igreja. Precisamos manter os olhos na eternidade.

A inversão de valores dos nossos dias (até mesmo na igreja), em que se despreza o que é precioso e valoriza o que é sem valor, nos leva a viver um estilo de vida alheio à eternidade. Mergulhamos nos prazeres do mundo, no pecado e nas ansiedades desta vida, como se Jesus não fosse voltar.

Quem tem olhos na eternidade prioriza o seu relacionamento com Deus e zela para que as suas atitudes e as suas decisões diárias tragam glória ao nome de Jesus.

Quem tem olhos na eternidade procura repartir o pão e não acumular para si. Entende que ser próspero é poder atender às necessidades do outro e não mergulhar na ostentação que cega este mundo.

Quem tem olhos na eternidade busca ser manso e humilde como Jesus. Quem tem olhos na eternidade não negocia valores eternos por aquilo que é temporário.

Quem tem olhos na eternidade entende que seu corpo é templo do Espírito Santo e não escravo da prostituição e da promiscuidade.

Quem tem olhos na eternidade entende que Jesus é infinitamente mais precioso do que qualquer prazer momentâneo que se possa ter, e que uma vida rendida é a adoração que ele espera receber de nós.

Que o amor voluntário por Jesus, e que a visão da eternidade cresçam em nós e venham reger nosso estilo de vida e decisões. Que o Espírito Santo nos revele a beleza e a preciosidade incomparáveis de Jesus, para que sejamos cada vez mais atraídos a ele. Que a renúncia do “eu” e o amor doador voltem a ser uma marca em nós que nos chamamos “cristãos” nestes dias tão confusos. Ajuda-nos Espírito Santo!

Fotos: Internet

:: Nívea Soares