Louve e agradeça ao Senhor por todas as bênçãos concedidas neste ano 

Uma canção que gosto muito diz assim: “Por tudo o que tens feito, por tudo o que vais fazer, por tuas promessas e tudo o que És, eu quero te agradecer, com todo o meu ser. Te agradeço, meu Senhor.” A realidade desse louvor deve ser ainda mais real nas nossas vidas. Quando encerramos um ano podemos nos recordar de tantos desafi os, tantos momentos de difi culdades e obstáculos que outrora pareciam intransponíveis. Agora, ao fi ndar de mais um ano, muitos desses obstáculos foram superados. Tudo pela infi nita graça, bondade, misericórdia e mover de Deus.

Podemos agradecer pela saúde, pela família, pelo amor e cuidado ao longo deste ano e também pela provisão. Podemos agradecer pelo suprimento necessário, pela prosperidade que vem dele e pela infi nita fi delidade que se revelou em cada um dos dias deste ano, que já quase deixamos para trás.

Muitos dos gestos de bondade e provisão do Senhor dispensados a nós foram realizados por meio de pessoas como você e eu: que em nós mesmos não temos nada a oferecer. Como a Palavra nos ensina em Romanos 11, versículo 36: “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.” Como é bom encerrar um ano e contemplar tanto cuidado, tanta generosidade, tantas bênçãos que nem podíamos imaginar. Bênçãos espirituais, bênçãos naturais… Encontramos pessoas que se tornaram amigos, retomamos velhos projetos, construímos novos, sonhamos, realizamos, recomeçamos e hoje nada mais podemos fazer do que agradecer.

Podemos ser agentes de milagres na vida uns dos outros e na vida da Igreja, agentes de transformação, crescimento e expansão. Cada coração que semeia só pode dar aquilo que está dentro de si mesmo. “Cada um contribua segundo tiver proposto no coração [...]” (2Co 9.7.) Assim, para sermos esses instrumentos de Deus na vida das pessoas, primeiro precisamos estar dispostos e segundo precisamos ter uma contribuição proposta no coração. Tudo nasce no nosso coração. Agradecemos pelas bênçãos do Senhor que muitas vezes foram realizadas por meio de corações dispostos que propuseram compartilhar, semear, contribuir. Muitos desses corações não tinham tanto, mas tinham o suficiente para si mesmo e para partilhar.

Neste Natal, louve e celebre ao Senhor pelos seus benefícios para conosco, pela sua bondade e pelas pessoas que Ele mesmo capacitou para nos ajudar. E também, agradeça a Deus porque em 2011 você pôde semear na vida de outras pessoas, você pôde plantar em um terreno que não era o seu, mas do vizinho, agradeça porque você pôde abençoar alguém, pôde abençoar a Igreja e contribuir para a expansão do Reino cumprindo a vocação que o Pai nos propôs.

Conte as bênçãos e glorifi que ao Senhor por tudo que se realizou neste ano, mesmo nas difi culdades, mesmo nas lutas e adversidades da vida, devemos e podemos louvar a Deus. Um canto de agradecimento que também gosto muito diz: “Tudo que tenho, tudo que sou e o que vier a ser vem de Ti, Senhor!” O que vier a ser em 2012, vem de Deus. Obrigada, Senhor!

:: Thalita Daher

thalitadaher@lagoinha.com