Nenhum Comentário

Viva intensamente para Deus

Devocional“Filho do homem, os moradores destes lugares desertos da terra de Israel falam, dizendo: Abraão era um só; no entanto possuiu esta terra; ora, sendo nós muitos, certamente, esta terra nos foi dada em possessão” (Ezequiel 33.24).

Abraão foi um homem que fez a diferença na terra, aos olhos de DEUS. Devido ao seu comportamento de fé e obediência a DEUS, foi escolhido para ser aquele que daria origem a um povo dedicado ao SENHOR. Seu modo de viver fiel a DEUS e dedicado à vontade divina deveria ser o molde de todas as gerações que nasceriam após ele. Abraão alcançou aquilo que DEUS espera de cada ser humano hoje: fé absoluta em DEUS e relacionamento próximo a ELE. Deste modo, Abraão foi chamado amigo de DEUS! Como conseqüência, DEUS abençoou Abraão de modo muito farto. E, por isso, naturalmente, seus descendentes herdaram muitas bênçãos vindas deste relacionamento. Acontece que, em certo momento, os descendentes de Abraão se tornaram infiéis a DEUS e, ainda, sendo muitos, proclamaram que eram merecedores de tudo o que havia sido conquistado pela fidelidade de Abraão. Engano terrível esse! O fato de serem muitos deveria aumentar a felicidade divina, por causa de muitos vivendo para agradá-LO. Mas, naquele momento, conseguiram somente a insatisfação de DEUS, pois não se assemelhavam em nada ao seu antepassado.

Eu fico pensando que um único homem teve uma vida impressionante e louvável, de modo que DEUS pôde colocá-lo na história de modo eterno. Penso também que uma multidão com condições de fazer o mesmo jogou fora sua oportunidade, além de manchar sua história. Desse modo, entendo que preciso ser melhor do que fui até aqui. Não posso ser um da multidão. Tenho que ser alguém para DEUS. Alguém notável para DEUS! Alguém que vive de modo a fazer DEUS me chamar de amigo! Enfim, entendo que depende de mim mesmo, e não da multidão ao meu redor. Ainda estou aqui, então, ainda posso viver para DEUS do modo mais intenso que me for possível.

:: CHRISTIAN CLAYTON