Nenhum Comentário

Você tem um Pai de Amor

Foto: pixabay.com

Foto: pixabay.com

“Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá”. (Salmos 27.10)

Jesus era Filho Unigênito de Deus. No Céu, Ele era o Verbo, que se fez carne ao vir à terra. De Maria Ele era o Filho primogênito, uma vez que ela viria a ter outros filhos. Depois que Cristo morreu para pagar o preço pelos pecados de toda a humanidade, os que O receberam e creram em Seu nome passaram a ter o direito de se tornarem filhos de Deus (João 1.12). Fomos adotados pelo Pai de Amor (Efésios 1.5), portanto, o Filho Unigênito de Deus passou a ser “o Primogênito entre muitos irmãos” (Romanos 8.29), e não só entre os nascidos de Maria.

Hoje, se nós cristãos podemos chamar Deus de Pai, é porque Ele enviou Seu Filho até nós num ato de amor transcendente. A Palavra diz que, mesmo que sejamos abandonados pelo nosso pai ou mãe, o nosso Senhor, e Pai celestial, nos acolherá; Ele escolheu nos adotar como filhos. Nós temos um Pai de Amor, nós temos alguém em que podemos depositar toda a nossa confiança. Com Ele não nos decepcionamos; diante dEle não precisamos ter medo, pois Ele nos ama e, por isso, podemos descansar em Seus braços (Deuteronômio 33.12) e ser cheios da Sua paz.

:: Dayane Nascimento [@dayanecristinan]