Created with Snap

Notícias

A importância da oração

Nenhum Comentário
Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

Texto base: Jó 42.10:

“E o Senhor virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o Senhor acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía”.

Embora possamos ter prazeres e alegrias na vida, não deixaremos de enfrentar dificuldades e problemas. Nosso desafio é buscar ou criar soluções. É importante, porém, aprender que estamos envolvidos por duas dimensões, natural e espiritual, sendo a oração um meio de contato entre elas.

A história de Jó nos mostra esta visão dialética do universo. A vida do personagem se dá na dimensão natural, onde pode ser avaliada pela esposa e pelos amigos, gerando uma série de conclusões erradas. Paralelamente, existe o mundo espiritual, onde Deus e Satanás conversam antes que os fatos ocorram no mundo físico (Jó 1.6-12).

Por esta causa, precisamos sempre orar, buscando uma solução espiritual, uma ajuda divina. Não devemos pedir apenas a solução, mas sobretudo a sabedoria para enfrentar o problema, pois não sabemos quanto tempo ele pode durar. O propósito de Deus está acima de tudo.

Através da oração reconhecemos e demonstramos nossa dependência do Senhor.

A situação de Jó foi revertida quando ele orou pelos seus amigos. Vemos, portanto, a importância da intercessão. O versículo não diz, mas, na dimensão espiritual, aconteceu mais uma coisa: Satanás foi derrotado enquanto Jó orava.

Devemos orar e perseverar, ou seja, continuar orando. Enquanto o exército de Israel lutava contra os amalequitas, Moisés estava no monte, com suas mãos levantadas. Sua perseverança (com a ajuda de Aarão e Hur) foi fundamental para a vitória do povo de Deus (Êx 17.10-13). Não devemos imaginar que o nosso êxito dependa apenas e exclusivamente na nossa capacidade, inteligência, dinheiro ou força para o trabalho. Precisamos orar.

Um dos requisitos para que a oração seja eficaz é a fé (Tg 1.5-6). Orar sem acreditar é falar como papagaio.

Devemos ser responsáveis ao orar, sabendo que nossas preces ficam registradas diante de Deus (Ap 8.3), mesmo não tendo sido atendidas da forma como desejávamos. Isso é muito sério.

A oração é o meio que a igreja possui para interferir na história. Daniel se viu diante de problemas internacionais. A Babilônia havia conquistado o mundo conhecido da época, inclusive o território de Israel. O que Daniel fez? Orou ao Senhor e recebeu a revelação dos planos divinos até o fim dos tempos (Dn 9.1-3).

Vença o inimigo. Ore agora: por si mesmo, pelo irmão ao seu lado, por sua família, vizinhos, parentes, amigos, pela igreja e pela nossa nação.

:: Pr. Anísio Renato de Andrade