Created with Snap

Notícias

Cada dia, um degrau

Nenhum Comentário

Palavra-Pr-4

A vida é como se fosse uma escada. Cada dia subimos um degrau e deixamos os outros para trás, estes que foram úteis, pois os utilizamos para avançar. Nossa caminhada é assim, cada dia deve ser vivido de modo diferente do outro, para que avancemos para o cumprimento dos propósitos de Deus na terra.

Na Bíblia temos a direção de prosseguirmos no conhecimento do Senhor, esse deve ser o nosso principal alvo como cristãos. Conhecer Deus e Seus propósitos, e acima de tudo, o amor Dele, de maneira que possamos experimentar Sua bondade e misericórdia.

Para que nossa caminhada com Cristo seja descrita de modo glorioso, marcada por avanços, quero destacar aqui degraus que nós, como cristãos, devemos pisar com muito cuidado, pois eles podem levar à queda dessa grande escada, que é a vida.

O primeiro degrau para a queda de um crente é a rejeição da cruz. E o que é a cruz? Jesus disse, no verso 24: “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me”. Outro degrau que leva à ruína é a arrogância. O crente precisa reconhecer que tudo o que ele tem é concedido pela graça do Pai e uma das principais características de Jesus que precisamos copiar é a humildade.

Expressamos nossa fé por meio das disciplinas espirituais: a oração, a leitura da Bíblia, a participação nas celebrações, a fidelidade ao Senhor nos dízimos e nas ofertas. Quando há “relaxamento” nessas disciplinas espirituais, começamos a descer mais um degrau. Por isso, é preciso seguir uma vida de muito zelo e fidelidade pelo Senhor. Quando fazendo muitas coisas sem estar direcionado pelas mãos Dele, com a motivação errada, ou quando O seguimos de longe, enfrentamos grandes obstáculos que impedem-nos de avançar rumo ao topo da escada.

Outro grande perigo para a queda de um crente é se juntar àqueles que não têm o Senhor e desejar aquecer o coração com o mesmo “fogo” que eles aquecem o coração deles. A Palavra diz: “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores” (Salmo 1.1). A alegria do cristão é saber que o nome dele está escrito no Livro da Vida. É esta alegria que aquece o nosso coração.

E o mais terrível degrau que o cristão pode enfrentar é a negação do Senhor. Muitas pessoas não se firmam na fé porque não se conhecem. Conhecer a nós mesmos, reconhecer nossas limitações e fraquezas é muito importante para firmarmos nosso olhar no alvo e não deixar os pés escorregar. É preciso ter ao nosso lado pessoas que oram, estejam conosco e nos ouça.

Enfim, buscar o conhecimento de Deus e seguir a vontade Dele em tudo quanto nos dispormos a fazer nos manterá com passos firmes. Lembrando que Deus pode restaurar aquele que tropeçou em sua caminhada. Nele encontramos a graça maravilhosa que é a constante misericórdia, buscando realmente moldar cada um de nós segundo a imagem de Jesus.

Deus te abençoe!

:: Pr. Márcio Valadão