Created with Snap

Notícias

Cuidado com os falsos ensinamentos

Nenhum Comentário
Foto: Comunicação Lagoinha

Foto: Comunicação Lagoinha

Estamos vivendo dias em que tantas doutrinas absurdas têm surgido, situações que nada têm a ver com a simplicidade da fé, com caráter, com vida. O que apenas parece verdade tem feito com que muitos pais criem seus filhos baseados nos valores do “mundo”, valores esses corrompidos pelo inimigo. É a banalização do sexo, a falsa liberdade. O discurso muitas vezes é: “Melhor permitir que eles façam da maneira correta, dentro de casa, do que na rua. É melhor ser amigo (a) do meu filho (a), assim, tudo que acontecer a ele vou saber”. De que adianta saber se não há uma mudança de comportamento?

A permissividade tem causado a destruição de famílias, distorcendo os valores, os princípios de Deus para a nossa vida. A Palavra de Deus nos instrui a tomar cuidado com os falsos ensinamentos (Cl 2.8-15). Podemos dizer que Jesus é “tolerante” no sentido de receber as pessoas; Ele ia à casa de pecadores, deixava prostitutas lavarem Seus pés, mas depois daquele encontro com Jesus a vida delas nunca mais era a mesma.

A tolerância de Jesus é para a aceitação; Ele não faz acepção de pessoas, porque o propósito do Senhor é salvar, transformar vidas em nova criatura. Jesus é tolerante com o pecador, mas não com o pecado. Um exemplo da firmeza de Jesus está em Mateus 21.12, quando, entrando no Templo, viu que os comerciantes o transformaram em um local onde vendiam suas mercadorias dificultando o momento de oração e adoração a Deus.

“Tendo Jesus entrado no templo, expulsou todos os que ali vendiam e compravam; também derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; vós, porém, a transformais em covil de salteadores” (Mt 21.12-13).

Jesus não foi complacente com aquela situação. Assim como Jesus, não sejamos coniventes com as conveniências deste mundo. Não permita na sua vida, na sua casa, nada que seja contrário ao que nos ensina o Senhor em Sua Palavra. Não seja permissivo com seus próprios erros, tentando sempre achar um culpado por tudo; não culpe seu filho cem por cento, porque ele foi educado por você. O mau exemplo deteriora o padrão de Deus, gera em nós uma acomodação.

Caminhar com Deus é não se acomodar, é se sacrificar por Ele. E o que é sacrifício? É perder algo e dar a Deus. Não há colheita sem semeadura. E, se você semeia pouco, pouco vai colher; se semear muito, colherá muito, com fartura e alegria. Por isso semeie na vida do seu filho, na sua família, no seu trabalho; semeie disciplina e não dê lugar para a permissividade na sua casa.

Deus abençoe!

:: Pr. Márcio Valadão