Created with Snap

Notícias

Estudo de célula de adultos

3 Comentários

Somos chamados para amar

Foto: Edemias Del Mestre

Foto: Edemias Del Mestre

Quebra-gelo: O que faz você se sentir amado? Por quem você se sente mais amado? Por quê?

Texto Bíblico: 1 João 4.11-21

Versículo para memorizar: “Nós amamos porque Ele nos amou primeiro” (1 João 4.19).

A questão fundamental da vida é aprender a amar. O propósito de você estar na Terra não é primordialmente adquirir bens, atingir determinado status, obter sucesso e conhecer a felicidade. Isso tudo é secundário. O mais importante são o amor e o desenvolvimento de relacionamentos com Deus e com os outros.

Você pode ter sucesso em muitas áreas, mas, se falhar no aprendizado do amor a Deus e às pessoas, terá perdido a principal razão pela qual Ele o criou e o colocou neste planeta. Aprender a amar é a lição mais importante da vida (Mateus 22.38). Mas, por quê? Porque Deus é amor e quer que você se torne semelhante a Ele. Deus o ama profunda e incondicionalmente. Ele deseja que você aprenda a amá-lo, a amar os outros e especialmente os que Nele têm fé, os que pertencem à família Dele.

Compartilhar: Como o amor a Deus está ligado às outras pessoas? Você já sacrificou o amor que deveria devotar a alguém, em função dos seus projetos pessoais?

Mas há um problema: O amor não é algo natural para nós. A natureza humana nos faz pensar em nós primeiro. Felizmente, à medida que crescemos, aprendemos a ser menos egoístas. Contudo, há pessoas que parecem não crescer nunca.

O verdadeiro amor coloca as necessidades dos outros antes das suas próprias. Doa sem garantias de receber algo em retribuição. Dá aos outros o que precisam e não o que merecem. Apesar de ser capaz de despertar intensas emoções, não é apenas um sentimento, é uma escolha, uma ação, um comportamento, um compromisso. Amar é sacrificar-se pelos outros.

Compartilhar: Qual foi a última vez que você fez algo por alguém e teve que se sacrificar ou deixar seu interesse em segundo plano?

Quase ninguém neste mundo faz ideia do que o amor realmente significa. As músicas que dizem “Preciso de você, quero e preciso ter você”, não são canções de amor, mas o amor verdadeiro concentra-se em como eu posso servir você e não em como você pode me servir. Ele é o oposto às nossas tendências egoístas. Por isso, é muito importante disciplinar nossos pensamentos e ações de maneira amorosa.

Como um diamante, o amor é multifacetado. Naturalmente, você não pode aprender a amar sozinho, tem de desenvolver relacionamentos com diferentes tipos de pessoas a fim de exercitá-lo. A Bíblia chama esse processo de estar em “comunidade” de comunhão. Comunidade é o contexto no qual aprendemos a amar. Se você apenas ouvir e fazer leituras, sobre amor, aproveitará apenas uma fração dos benefícios e potencial desse sentimento. Por isso, nossas células serão uma excelente oportunidade, um laboratório para você aprender e praticar o amor.

O versículo que lemos hoje de 1 João 4.11 é o ponto de partida para construir a verdadeira comunidade. Conscientize-se sobre o quanto Deus o ama. Ele não ama apenas você; ama todos da mesma forma e quer que seus filhos amem uns aos outros. Há três alicerces sobre os quais baseamos a vida de amor:

■ O amor de Deus por nós é a razão para amarmos os outros;

■ O amor de Deus em nós capacita-nos a amar os outros;

■ O amor de Deus através de nós é o meio de amarmos os outros.

Compartilhar: Quais as expectativas para este ano em relação ao amor e ao ano da Comunhão? Como acha que a célula poderá ajudá-lo?

Fotos: Edemias Del Mestre