Created with Snap

Notícias

Limpos de coração

Nenhum Comentário

Estudo de célula do Jornal Atos Hoje- 11/02/2007

Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus.” (Mt 5.8).

A condição de um coração limpo é fundamental para uma vida livre na presença de Deus. Quando a pessoa se livra do fardo do pecado e da condenação, então pode experimentar a verdadeira alegria de viver. Pode correr a carreira que lhe está proposta e, certamente, alcançará o supremo alvo estabelecido pelo Senhor: ser um cristão maduro, semelhante a Jesus, aleluia!  

A Bíblia nos diz: “Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo o peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o autor e consumador da fé, Jesus […]” (Hb 12.1-2). É necessário livrar-se do peso e do pecado no coração. Que peso seria este?

O peso da culpa. Todo pecado precisa ser confessado e abandonado, para que haja cura, libertação e total liberdade diante de Deus e dos homens. Há pecados que foram cometidos secretamente e muitas vezes o inimigo aumenta a carga de culpa no coração do homem, fazendo-o sofrer. Há casos de pessoas que fizeram alguma coisa muito errada em seu passado e acham que precisam sofrer muito para sua “punição”. Este é o jugo da culpa e deve ser totalmente destruído pelo sangue derramado no Calvário. Jesus já levou todas as nossas culpas e iniqüidades.

A chantagem do inimigo: conta-se de um menino pequeno que tinha uma irmã mais velha que não gostava de ajudar nas tarefas de casa. Estavam passando suas férias na fazenda de sua avó. A vovó percebia a índole da neta e distribuía pequenos serviços para os netinhos diariamente. Em certo dia, o pequeno estava correndo atrás do ganso predileto da vovó e esse, ao fugir, ficou agarrado na cerca de arame, debatendo-se até morrer. A menina viu a “arte” do irmão, ajudou-o a enterrar o ganso, e disse-lhe: “Agora você vai fazer todas as tarefas que a vovó me mandar, senão eu conto o que você fez para ela, sim?

O garoto não tinha alternativa senão ficar debaixo daquele jugo. Até que um dia, ele, não agüentando mais, resolveu contar tudo para a avó e pedir-lhe perdão. Ela então lhe falou: “Filho, eu sei de tudo. Eu estava na janela, quando você correu atrás do ganso e depois o enterrou junto com sua irmã”. E beijou o netinho, perdoando-o. Quando, novamente a irmã veio ordenando-lhe que obedecesse, ele disse: “Não vou fazer a sua vontade, não! Vovó já sabe de tudo, e ela me perdoou”.

Esta pequena história ilustra a chantagem que o inimigo faz com as pessoas que não sabem da graça que emana da cruz, do perdão total que Cristo oferece. Em Provérbios está escrito: “Aquele que encobre as suas transgressões jamais prosperará, mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia.” (Pv 28.13).

João nos afirma em sua Primeira Carta: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1Jo 1.9). Somente o sangue de Jesus pode remover o registro dos nossos pecados diante de Deus e de nossa consciência.

Como lidar com os pecados ocultos:
Peça perdão a quem você ofendeu (qualquer tipo de pecado) e perdoe a quem lhe ofendeu (Mt 6.14-15).
Restitua o que foi roubado: se não puder restituí-lo por algum motivo (morte da pessoa ou outro impedimento) então traga como oferta ao Senhor, conforme a orientação descrita em Números 5.7-8.
Em caso de pecado contra seu cônjuge, peça a Deus sabedoria. O pecado confessado a Deus é perdoado, mas nem todos os cônjuges estão suficientemente maduros para perdoar. Fale com um pastor, para que isto não traga dúvidas e quebra no relacionamento conjugal.
Não mantenha “segredos” em sua vida. Deixe o seu passado limpo diante do Senhor, isto é, perdoado pelo sangue de Jesus. Às vezes a pessoa guarda segredo porque tem medo da rejeição ou da perda de amizades e então se isolam. O peso dos “pecados ocultos” tira a coragem de viver, pode levar à depressão e a uma vida subordinada à chantagem da culpa. Os pecados ocultos sempre deixam a pessoa em dívida com os outros…
Leia o Salmo 51. Quando Davi confessou o seu pecado, recebeu o perdão do Senhor e pôde novamente cantar e louvar ao seu Deus. Veja nesse salmo o que Davi sentia como conseqüência de guardar o pecado e mantê-lo em secreto. Anote o que esse salmo fala sobre o sofrimento de manter o pecado oculto no coração e como a “limpeza do coração” é fundamental para que a alegria volte. Comente com os irmãos em sua célula.
Leia os seguintes textos sobre o pecado e o perdão: 1Jo 1.5-9; 1Jo 3.5-6; Mt 18. 23-35; Jo 8.1-11, Sl 51; Sl 32.

Por:Pra. Ângela Valadão

Fale comigo!
Fale comigo sobre o Estudo de Célula. Tel.: (31) 3421-2003, 8489-2535.

Tags